Zoom em lábio de pessoa com ferida de mucocele

Sintomas de mucocele: o que você precisa saber!

As mucoceles são lesões benignas, comumente encontradas na cavidade oral, resultantes da obstrução de glândulas salivares menores. 

Neste artigo, vamos explorar os principais sintomas de mucocele, como identificá-los e quando procurar tratamento.

O que é Mucocele?

Mucocele é uma bolsa de muco que se forma quando uma glândula salivar é bloqueada, resultando em um acúmulo de saliva que não consegue ser drenado. 

Essa condição é frequentemente observada na parte interna dos lábios, na mucosa bucal, no assoalho da boca e, ocasionalmente, na língua.

Zoom em mucocele nos lábios

Principais sintomas de mucocele

Os sintomas de mucocele na boca podem variar em intensidade e duração, mas geralmente incluem:

1. Inchaço

Um dos sintomas mais comuns é um inchaço indolor na cavidade oral. Esse inchaço pode aparecer subitamente e tende a ser flutuante ao toque.

2. Bolha ou protuberância

A mucocele se apresenta como uma bolha translúcida, azulada ou avermelhada, que pode variar de poucos milímetros a alguns centímetros de diâmetro.

3. Sensação de desconforto

Embora geralmente indolor, a mucocele pode causar desconforto, especialmente se estiver em uma área sujeita a traumas frequentes, como a parte interna dos lábios.

4. Alterações no tamanho

As mucoceles podem variar de tamanho ao longo do tempo. Algumas podem romper espontaneamente, resultando em um período de alívio antes de voltarem a se formar.

5. Interferência na fala e mastigação

Em casos onde a mucocele é maior ou mal posicionada, pode interferir na fala, mastigação e até mesmo na deglutição.

Quando procurar tratamento?

Na maioria dos casos, as mucoceles não são graves e podem se resolver sozinhas. No entanto, é aconselhável procurar um profissional de saúde se você:

  • Experienciar dor persistente ou desconforto significativo.
  • Notar que a mucocele persiste por mais de duas semanas sem sinais de melhora.
  • Observar que a lesão está crescendo rapidamente ou mudando de cor de forma alarmante.
  • Ter dificuldades significativas para falar, comer ou engolir.

Como diagnosticar a mucocele?

Diagnosticar uma mucocele é um processo geralmente simples que envolve a avaliação clínica por um profissional de saúde, como um dentista ou um médico especializado em otorrinolaringologia ou cirurgia oral e maxilofacial. 

Aqui estão os passos típicos para o diagnóstico de uma mucocele:

1. Anamnese (história clínica)

O primeiro passo no diagnóstico de uma mucocele envolve uma entrevista detalhada para coletar informações sobre:

  • Duração: há quanto tempo a lesão está presente.
  • Frequência: se a mucocele aparece e desaparece.
  • Sintomas associados: presença de dor, desconforto ou dificuldades funcionais.
  • Fatores desencadeantes: qualquer história de trauma, como morder a área repetidamente.
  • Mudanças recorrentes: se a lesão muda de tamanho ou aparência ao longo do tempo.

2. Exame físico

Durante o exame físico, o profissional de saúde vai:

  • Inspeção visual: observar a lesão para verificar características típicas, como uma bolha translúcida, azulada ou avermelhada.
  • Palpação: tocar a área afetada para avaliar a consistência da lesão (geralmente flutuante).
  • Localização: determinar a localização precisa, como no lábio inferior, mucosa bucal ou assoalho da boca.
  • Tamanho e forma: medir o tamanho da lesão e verificar se há múltiplas lesões.

3. Testes adicionais

Se o diagnóstico não for claro após a anamnese e o exame físico, testes adicionais podem ser realizados:

  • Aspiração: em alguns casos, o médico pode aspirar a lesão com uma agulha fina para analisar o conteúdo (muco).
  • Biópsia: remoção de uma pequena amostra da lesão para exame histopatológico. Isso ajuda a confirmar o diagnóstico e descartar outras condições, como cistos mucosos de origem glandular maior ou tumores.
  • Exames de imagem: ultrassonografia ou ressonância magnética (MRI) podem ser usados para avaliar a lesão, especialmente se for profunda ou atípica.

4. Diagnóstico Diferencial

É importante diferenciar a mucocele de outras condições que podem apresentar sintomas semelhantes, tais como:

  • Ranula: tipo específico de mucocele localizado no assoalho da boca.
  • Cisto dermóide: cisto que contém tecido de outras partes do corpo, como pele ou cabelo.
  • Lipoma: tumor benigno de tecido adiposo.
  • Tumores das glândulas salivares: tumores benignos ou malignos das glândulas salivares maiores.

mucocele na boca

Tratamentos da mucocele

As mucoceles são geralmente lesões benignas e podem, em muitos casos, se resolver por conta própria sem a necessidade de intervenção médica. No entanto, para mucoceles persistentes, recorrentes ou que causam desconforto significativo, há várias opções de tratamento disponíveis. Aqui estão os principais tratamentos para mucoceles:

1. Auto-resolução

  • Observação e espera: muitas mucoceles desaparecem espontaneamente após algum tempo. Se a lesão não causa dor ou desconforto, pode ser apropriado apenas monitorar a situação.

2. Tratamentos não cirúrgicos

  • Compressas quentes: aplicação de compressas mornas na área afetada pode ajudar na drenagem da mucocele e acelerar o processo de cura.
  • Laserterapia: o uso de lasers pode ser uma opção menos invasiva para remover a mucocele. Este método é geralmente rápido, com um tempo de recuperação curto e menos risco de cicatrizes.

3. Intervenções cirúrgicas

  • Excisão cirúrgica: este é o método mais comum e eficaz para tratar mucoceles persistentes. Envolve a remoção completa da mucocele e da glândula salivar afetada. O procedimento é geralmente realizado sob anestesia local.
  • Marsupialização: neste procedimento, o cirurgião faz uma pequena incisão na mucocele e sutura as bordas abertas, criando uma pequena abertura permanente que permite a drenagem contínua da saliva. Este método é frequentemente usado para mucoceles grandes ou ranulas (mucoceles localizadas no assoalho da boca).

4. Tratamentos Complementares

  • Injeções de corticosteroides: em alguns casos, corticosteroides podem ser injetados diretamente na mucocele para reduzir a inflamação e o tamanho da lesão.
  • Crioterapia: este método envolve a aplicação de frio extremo para destruir a mucocele. É menos comum, mas pode ser uma opção para certos casos.

5. Prevenção de Recorrências

  • Evitar trauma oral: prevenir mordidas acidentais nos lábios ou bochechas pode ajudar a evitar a formação de novas mucoceles.
  • Higiene oral adequada: manter uma boa higiene oral pode prevenir infecções secundárias e promover a cura.

Cuidados pós-tratamento

Após qualquer tratamento, é importante seguir as orientações do profissional de saúde para garantir uma recuperação adequada:

  • Manter a higiene oral: escovar os dentes suavemente e usar um enxaguante bucal recomendado pode ajudar a prevenir infecções.
  • Evitar alimentos irritantes: evitar alimentos picantes, ácidos ou duros que podem irritar a área tratada.
  • Monitorar a área: observar a área tratada para qualquer sinal de recorrência ou infecção e relatar quaisquer mudanças ao profissional de saúde.

Os tratamentos para mucocele variam desde a simples observação até procedimentos cirúrgicos mais invasivos, dependendo da severidade e persistência da lesão. 

Se você tem uma mucocele que não desaparece ou causa desconforto, é importante procurar um profissional de saúde para um diagnóstico adequado e para discutir a melhor opção de tratamento.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal, prevenir e tratar problemas bucais.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *