sintomas de candidíase oral

Sintomas de candidíase oral: confira quais são os principais

A candidíase oral, ou sapinho, é uma condição que tende a afetar a boca dos pacientes e pode afetar qualquer pessoa desde bebês a idosos de qualquer sexo.

Confira mais sobre ela e quais são os sintomas de candidíase oral no artigo abaixo:

O que é candidíase oral?

A candidíase oral, também conhecida como sapinho, é uma condição caracterizada pela formação de uma camada branca no interior da boca do paciente.

Essa condição ocorre por conta de uma infecção do fungo Candida albicans na cavidade oral, o que resulta no aparecimento da camada branca.

Ela pode afetar qualquer pessoa, sendo mais comum em bebês e idosos por possuírem o sistema imunológico mais debilitado.

Já o diagnóstico dessa condição deve ser feito por um dentista ou por um médico através da avaliação clínica e exames.

Quais são os sintomas de candidíase oral?

Dentre os sintomas de candidíase oral, o sintoma mais comum e conhecido é o surgimento de uma camada branca nas mucosas bucais, como a gengiva, língua e bochechas.

Apesar de tanto a saburra lingual quanto a candidíase causarem o surgimento de uma camada branca no interior da boca, a candidíase possui uma textura semelhante a algodão, enquanto a saburra não.

Isso se deve ao fato de que a saburra é apenas uma camada de restos de alimentos e células mortas sobre a superfície da língua e a candidíase ocorre por conta de uma infecção causada pelo fungo Candida albicans.

Apesar de ambos causarem manchas brancas na língua, a textura dessa camada é diferente. Sendo assim, os outros sintomas de candidíase oral são:

  • Ardência nas manchas;
  • Sangramento ao tentar removê-las à força;
  • Feridas no canto da boca;
  • Perda de apetite;
  • Sensação de boca seca.

Além disso, em alguns casos mais graves, essa infecção pode acabar se estendendo para o esôfago, causando bastante desconforto e dor na hora de engolir os alimentos.

O que causa?

A candidíase bucal é causada por uma infecção do fungo Candida albicans que habita naturalmente o organismo do ser humano.

Em condições naturais, esse fungo fica em constante equilíbrio e não causa nenhum mal ao paciente, no entanto quando há algum problema que envolve a imunidade do paciente, esse fungo pode se proliferar mais que o esperado, causando assim a candidíase oral.

Os principais fatores que causam o déficit da imunidade e podem acabar sendo um fator de risco para a candidíase são:

  • Infecções respiratórias como gripes e resfriados;
  • Pessoas com a imunidade comprometida, como bebês, idosos e grávidas;
  • Doenças autoimunes como por exemplo a HIV;
  • Dormir com próteses dentárias removíveis;
  • Tratamentos como quimio e radioterapia;
  • Boca seca, também conhecida como xerostomia;
  • Má higienização oral;
  • Déficit nutricional.

Também é importante lembrar que essa condição também pode ser transmitida de pessoa para pessoa através de beijos ou do compartilhamento de objetos pessoas que vão à boca, como talheres.

Como tratar a candidíase oral

Como tratar a candidíase oral?

O tratamento da candidíase oral deve ser feito com o acompanhamento de um médico ou dentista através do uso de antifúngicos que podem ser tópicos ou comprimidos.

Além disso, também é importante que o paciente cuide bem da higiene oral mantendo uma boa escovação e o uso correto do fio dental.

Também deve-se manter uma alimentação saudável para não sofrer de nenhum déficit vitamínico.

Como evitar a candidíase oral?

Assim como dito anteriormente, essa condição pode ser transmitida, sendo assim, é importante que o paciente evite o compartilhamento de objetos pessoais e beijos com pessoas contaminadas.

Também é importante alimentar-se de maneira saudável para evitar deficiências vitamínicas, assim como manter uma boa higienização oral.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por oferecer ao dentista a oportunidade de identificar e tratar os sintomas de candidíase oral.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Logo, a visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *