Mulher coletando excesso de saliva na boca com cotonete

Sialorreia o que é: conheça se é o seu caso!

Você já se deparou com o termo “sialorreia” e se perguntou o que isso significa? Sialorreia é simplesmente o nome técnico para o excesso de salivação. 

Embora seja um termo médico, a sialorreia é um problema comum que pode afetar pessoas de todas as idades. 

Neste artigo, vamos explorar o que é a sialorreia, suas possíveis causas e algumas estratégias para lidar com esse desconforto:

O que é Sialorreia?

Sialorreia é o termo médico para o excesso de salivação. Isso significa que uma pessoa está produzindo mais saliva do que o normal, o que pode levar a sintomas como salivação visível ou excessiva na boca, saliva escorrendo involuntariamente pela boca ou até mesmo dificuldade em engolir. 

A sialorreia pode ser temporária, como uma resposta a alimentos muito saborosos, ou crônica, como resultado de condições médicas subjacentes, problemas neurológicos ou efeitos colaterais de certos medicamentos. Embora geralmente não seja prejudicial à saúde, a sialorreia pode ser desconfortável e embaraçosa, afetando a qualidade de vida da pessoa.

O que causa Sialorreia?

A sialorreia pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo condições médicas subjacentes e efeitos colaterais de certos medicamentos. Entre as causas comuns estão:

Estimulação excessiva das glândulas salivares – a sialorreia pode ocorrer quando as glândulas salivares produzem mais saliva do que o normal, muitas vezes em resposta a alimentos, odores ou estímulos sensoriais.

Problemas neurológicos – condições neurológicas, como paralisia cerebral, doença de Parkinson e acidente vascular cerebral, podem afetar os nervos que controlam a produção de saliva, levando à sialorreia.

Anormalidades estruturais na boca ou na garganta – Anomalias anatômicas, como refluxo gastroesofágico, obstruções nas vias aéreas superiores ou má oclusão dentária, podem interferir na deglutição adequada da saliva, resultando em sialorreia.

Como lidar com a Sialorreia?

A sialorreia pode ser desconfortável e embaraçosa, mas existem várias estratégias que podem ajudar a gerenciar o excesso de salivação. Confira os possíveis tratamentos da sialorreia:

  1. Modificação da dieta: evitar alimentos picantes, ácidos ou muito duros pode reduzir a produção de saliva e minimizar a sialorreia.
  2. Terapia de fala e deglutição: trabalhar com um fonoaudiólogo pode ajudar a melhorar a coordenação muscular e a deglutição, reduzindo assim a salivação excessiva.
  3. Uso de dispositivos ortopédicos: dispositivos como biqueiras e protetores bucais podem ajudar a controlar o fluxo de saliva e prevenir a sialorreia durante o sono.
  4. Medicação: em alguns casos, medicamentos anticolinérgicos podem ser prescritos para reduzir a produção de saliva e aliviar os sintomas da sialorreia.

A sialorreia, ou excesso de salivação, é uma condição que pode ser desconfortável, mas geralmente pode ser gerenciada com sucesso com o tratamento adequado. 

Se você está enfrentando problemas de salivação excessiva, é importante consultar um médico ou dentista para determinar a causa subjacente e discutir as opções de tratamento disponíveis. Com o apoio adequado, é possível lidar com a sialorreia e melhorar sua qualidade de vida.

Dentista realizando pré-tratamento de sialorreia em consultório odontológico

Tratamentos da Sialorreia em consultório odontológico

Existem várias opções de tratamento para sialorreia que podem ser realizadas em consultório odontológico, dependendo da causa subjacente e da gravidade dos sintomas. Aqui estão algumas delas:

Botox (toxina botulínica) intraoral: a injeção de toxina botulínica nas glândulas salivares pode ajudar a reduzir a produção de saliva, controlando assim a sialorreia. Este procedimento é geralmente realizado por um dentista especializado em medicina oral e maxilofacial.
Aplicação de verniz de escopolamina: o verniz de escopolamina é aplicado na mucosa oral para reduzir a produção de saliva. Este tratamento pode ser especialmente útil em pacientes que não respondem bem a outras opções terapêuticas.
Aconselhamento e orientação: o dentista pode fornecer orientações sobre técnicas de higiene oral, dieta e comportamentos que podem ajudar a reduzir a salivação excessiva.
Avaliação e tratamento de problemas dentários: algumas condições dentárias, como má oclusão ou problemas na cavidade oral, podem contribuir para a sialorreia. O dentista pode avaliar e tratar esses problemas para ajudar a reduzir os sintomas.
Avaliação e encaminhamento para tratamento médico: em alguns casos, a sialorreia pode ser causada por condições médicas subjacentes que requerem tratamento específico. O dentista pode avaliar a situação e encaminhar o paciente a um médico especializado para tratamento adicional, se necessário.
É importante consultar um dentista para avaliar a causa da sialorreia e determinar o melhor plano de tratamento para cada caso específico. O tratamento adequado pode ajudar a reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal, prevenir e tratar problemas bucais.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *