Ilustração de argila artesanal, homem conversando com saliva sendo expelida por conta de seu excesso

Sialorreia causas: motivações por trás do excesso de saliva

A sialorreia, também conhecida como hipersalivação, é uma condição que se caracteriza pelo excesso de produção de saliva na boca. 

Embora a saliva desempenhe um papel fundamental na digestão e na saúde bucal, o acúmulo excessivo pode ser desconfortável e indicar problemas subjacentes. 

Vamos explorar mais a condição e as principais causas por trás dessa condição:

O que é sialorreia?

A sialorreia é uma condição clínica que se refere ao aumento anormal na produção de saliva, levando ao excesso de salivação na boca. Esse fenômeno pode ser causado por uma série de fatores, e é importante compreender melhor suas causas e consequências.

Esta condição pode ser desencadeada por estímulos gustativos e olfativos, nos quais alimentos picantes, ácidos ou muito saborosos podem ativar as glândulas salivares, resultando em um aumento temporário na salivação. Da mesma forma, odores fortes também podem desencadear esse aumento.

Problemas bucais e dentários, como cáries, inflamações das gengivas (gengivite), dentaduras mal ajustadas e problemas na língua, podem interferir no controle da salivação, levando ao excesso de saliva.

Distúrbios neurológicos, como a doença de Parkinson, acidente vascular cerebral (AVC) e esclerose múltipla, podem afetar os centros de controle nervoso da salivação, resultando em sialorreia.

Além disso, alguns medicamentos, especialmente aqueles que afetam o sistema nervoso central, podem ter como efeito colateral o aumento da salivação.

Essa condição pode ser desconfortável e até mesmo constrangedora para algumas pessoas, afetando sua qualidade de vida e até mesmo a capacidade de falar e engolir adequadamente.

Portanto, entender as causas da sialorreia é crucial para buscar o tratamento adequado e melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem com esse problema. Consultar um profissional de saúde é fundamental para identificar a causa subjacente e desenvolver um plano de tratamento eficaz.

Quais as causas da sialorreia?

  1. Estímulos Gustativos e Olfativos

Um dos principais gatilhos para a sialorreia são os estímulos gustativos e olfativos. Alimentos picantes, ácidos ou muito saborosos, assim como cheiros fortes, podem aumentar a produção de saliva como parte da resposta natural do corpo à estimulação sensorial.

  1. Problemas Bucais e Dentários

Certas condições bucais e dentárias, como cáries, inflamações das gengivas (gengivite), dentaduras mal ajustadas e problemas na língua, podem contribuir para a sialorreia ao afetar a forma como a saliva é produzida e distribuída na boca.

  1. Distúrbios Neurológicos

Distúrbios neurológicos, como a doença de Parkinson, acidente vascular cerebral (AVC), esclerose múltipla e paralisia cerebral, podem interferir no controle adequado da saliva, levando ao aumento da salivação como um sintoma dessas condições.

  1. Efeitos Colaterais de Medicamentos

Alguns medicamentos, como certos antidepressivos, antipsicóticos, medicamentos para pressão arterial e tratamentos para doenças neurológicas, podem causar sialorreia como efeito colateral devido à sua influência no sistema nervoso e nos receptores de salivação.

  1. Outras Causas

Além disso, outras causas menos comuns de sialorreia incluem refluxo gastroesofágico (DRGE), alergias alimentares, estresse emocional e até mesmo a gravidez, devido às mudanças hormonais.

Com isso, a sialorreia pode ser desencadeada por uma variedade de fatores, desde estímulos gustativos e problemas bucais até distúrbios neurológicos e efeitos colaterais de medicamentos. 

Se você está enfrentando excesso de salivação de forma persistente, é importante consultar um profissional de saúde para identificar a causa subjacente e receber o tratamento adequado para aliviar os sintomas e melhorar sua qualidade de vida.

O tratamento da sialorreia, por sua vez, envolve identificar e tratar a causa subjacente da condição. Isso pode incluir ajustes na medicação, tratamento odontológico para problemas bucais, terapias para distúrbios neurológicos e técnicas de controle da salivação, como uso de medicamentos anticolinérgicos ou toxina botulínica.

Em alguns casos, a terapia fonoaudiológica também pode ser recomendada para ajudar no controle da salivação e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Dentista fazendo avaliação de arcada dentária de paciente homem

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal, prevenir e tratar problemas bucais.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *