ilustração de língua com sapinho e sem

Sapinho na lingua: o que é, causas, prevenção e como tratar!

O termo “sapinho” refere-se geralmente a uma infecção fúngica oral causada pelo fungo Candida albicans. Esse tipo de infecção é conhecido como candidíase oral ou candidíase na boca. Ela pode afetar várias partes da boca, incluindo a língua.

Saiba aqui tudo sobre o sapinho na língua:

O que é sapinho na língua?

Mais conhecido como sapinho, a Candida albicans é uma condição mais comum em bebês, idosos e pessoas com sistema imunológico enfraquecido.

É uma infecção fúngica que ocorre na boca devido ao crescimento excessivo do fungo Candida albicans. 

A infecção é mais comum em bebês, idosos e indivíduos com condições que comprometem o sistema imunológico, como HIV/AIDS, diabetes ou uso prolongado de antibióticos.

Em bebês, a candidíase oral pode ocorrer devido à imaturidade do sistema imunológico e ao contato com a Candida durante o parto.

O tratamento geralmente envolve o uso de antifúngicos, administrados oralmente ou por meio de enxágues bucais, dependendo da gravidade da infecção.

A prevenção inclui a manutenção de uma boa higiene bucal, evitando o uso excessivo de antibióticos e mantendo um sistema imunológico saudável.

Como se pega sapinho na boca?

mulher olhando no espelho e vendo sapinho na lingua

A infecção pode ocorrer quando há desequilíbrios no ambiente bucal que favorecem a proliferação desse fungo. Alguns fatores e condições que podem contribuir para o desenvolvimento de sapinho na língua incluem:

  1. Uso de antibióticos
    O uso prolongado de antibióticos pode alterar a flora bacteriana natural da boca, criando condições favoráveis para o crescimento de fungos como a Candida.
  2. Imunossupressão
    Pessoas com sistemas imunológicos enfraquecidos devido a condições médicas, como HIV/AIDS, ou tratamentos imunossupressores têm um maior risco de desenvolver candidíase oral.
  3. Diabetes
    Indivíduos com diabetes descontrolada, especialmente quando os níveis de glicose estão elevados, podem estar mais suscetíveis a infecções por Candida.
  4. Uso de próteses dentárias
    Prótese dentária removível mal ajustada pode criar áreas propícias ao acúmulo de resíduos alimentares, facilitando a proliferação de fungos.
  5. Bebês
    Em bebês, a candidíase oral pode ocorrer durante ou após o parto, quando há contato com a Candida. O sistema imunológico dos bebês ainda está em desenvolvimento, tornando-os mais suscetíveis.
  6. Doenças sistêmicas
    Algumas condições sistêmicas, como distúrbios hematológicos e doenças gastrointestinais, podem aumentar o risco de candidíase oral.

A transmissão direta de sapinho de uma pessoa para outra é rara. No entanto, a Candida albicans pode estar presente no ambiente, e algumas práticas, como o compartilhamento de utensílios de comida, podem contribuir indiretamente para a transmissão.

Sintomas

Caracterizado por manchas brancas que podem se assemelhar a “coalhada de leite” ou levedura, o sapinho na língua apresenta alguns sintomas específicos. 

Os sintomas mais comum quando você está com sapinho são:

  • Manchas brancas ou placas na língua, boca, gengiva, interior das bochechas ou céu da boca;
  • Dor e desconforto ao engolir;
  • Sensação de queimação na boca;
  • Gosto alterado no boca.

Se você suspeita que está com candidíase oral, é importante procurar um profissional de saúde para avaliação e tratamento adequados.

O tratamento geralmente envolve antifúngicos, que podem ser administrados oralmente ou topicamente, dependendo da gravidade da infecção.

Saiba como tratar sapinho na língua

mulher tomando remedio antifúngico para sapinho na lingua

O tratamento para candidíase oral, geralmente envolve o uso de antifúngicos para combater o crescimento excessivo do fungo Candida albicans. Abaixo, veja como tratar sapinho!

  • Consulte um médico:
    Se você suspeitar que tem sapinho, é fundamental consultar um médico, dentista ou profissional de saúde. Um diagnóstico adequado é essencial para determinar o tratamento apropriado.
  • Antifúngicos:
    Para o tratamento recomenda-se o uso de antifúngicos orais, enxaguantes bucais antifúngicos e géis ou pastilhas que podem ser aplicados diretamente nas áreas afetadas.
  • Dieta equilibrada:
    Ajustes na dieta também podem contribuir no tratamento, reduzir o consumo de açúcares e alimentos ricos em amido pode ajudar a criar um ambiente menos propício para o crescimento da Cândida.
  • Higiene bucal:
    Manter uma boa higiene bucal é essencial. Escove os dentes regularmente, use fio dental e limpe a língua para remover resíduos que possam contribuir para o crescimento do fungo.

É crucial seguir as orientações do profissional de saúde para garantir o tratamento eficaz e evitar a recorrência da candidíase oral. Não é aconselhável automedicar-se, especialmente sem uma orientação adequada.

Quanto tempo demora o tratamento?

O tratamento de sapinho pode variar de pessoa para pessoa, visto que cada caso exige uma avaliação para que o profissional determine a gravidade e proporção da contaminação.

Geralmente os casos mais graves têm um período de tratamento de até 15 dias, podendo ser tratado em menos tempo caso o paciente siga todas as orientações de forma correta e rotineira.

Se os sintomas persistirem ou piorarem durante ou após o tratamento, é fundamental entrar em contato com o profissional de saúde para reavaliação e ajuste do plano de tratamento, se necessário.

Como prevenir o sapinho na língua?

Para prevenir qualquer sintoma de candidíase oral o mais importante é se atentar a higiene bucal diária, que se deixada de lado por contribuir para a proliferação de fungos causadores de sapinho. Conheça os principais cuidados para prevenir o sapinho na língua:

  • Escove os dentes após as refeições para evitar que algum resíduo de comida continue em sua boca. Lembre-se do fio dental, ele é um grande aliado na eliminação de resíduos mais difíceis de remover;
  • Use enxaguantes bucais que tem o objetivo de eliminar e prevenir fungos orais;
  • Evite compartilhar utensílios de alimentação, como colheres, copos e talheres;
  • Alimentos probióticos, como iogurte com culturas vivas, podem ajudar a manter um equilíbrio saudável de bactérias na boca;
  • Mantenha um estilo de vida saudável para fortalecer o sistema imunológico, incluindo boa nutrição, exercícios regulares e sono adequado.

Sapinho em bebês

bebê chorando por estar com sapinho na lingua

Esta condição é relativamente comum em bebês e geralmente não é grave, mas pode causar desconforto. Fique por dentro das principais causas, sintomas e tratamento do sapinho na língua em bebês, abaixo: 

Causas

Bebês podem entrar em contato com a Candida durante o parto, especialmente se a mãe tiver uma infecção por Candida.

O sistema imunológico dos bebês ainda está em desenvolvimento, tornando-os mais propensos a infecções por fungos.

Sintomas

Manchas brancas: o sintoma mais comum é o aparecimento de manchas brancas ou placas na língua, gengivas, bochechas e céu da boca.

Irritabilidade: o bebê pode ficar irritado ou desconfortável durante a alimentação devido à dor causada pelas lesões na boca.

Dificuldade na alimentação: o sapinho na língua pode tornar a alimentação desconfortável para o bebê.

Tratamento

O médico pode prescrever antifúngicos orais ou tópicos para tratar a infecção. Géis antifúngicos também podem ser aplicados na boca do bebê.

Manter uma boa higiene bucal é importante. Limpar as gengivas e a língua do bebê com um pano úmido pode ajudar a remover o excesso de Candida.

Se o bebê usa chupetas ou mamadeiras, é essencial limpá-las regularmente para evitar a reintrodução do fungo.

É importante consultar um pediatra ou um dentista pediátrico para um diagnóstico adequado e orientação sobre o tratamento.

Prevenção

  1. Higiene oral: Mesmo antes do surgimento dos dentes, é recomendável limpar a boca do bebê com um pano úmido após as mamadas.
  2. Evitar o compartilhamento: Evitar compartilhar utensílios de alimentação e objetos que possam entrar em contato com a saliva do bebê.
  3. Monitoramento: Ficar atento a sinais de irritação ou desconforto durante a alimentação e buscar orientação médica se necessário. Lembrando sempre que, ao notar qualquer sintoma em um bebê, é crucial buscar a orientação de um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal e prevenir doenças.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *