sapinho em bebê

Sapinho em bebê: confira mais sobre esta condição!

O sapinho é uma complicação que pode afetar pacientes de qualquer idade, no entanto tende a ser mais comum em crianças e idosos.

Desta forma, para saber mais a respeito do sapinho em bebê, continue acompanhando o artigo abaixo:

O que é sapinho em bebê?

O sapinho, também conhecido como candidíase na boca, é uma infecção provocada por um fungo chamado Candida albicans e pode afetar pacientes de qualquer idade, desde bebês a idosos.

O sapinho em bebês tende a ser mais comum que nos pacientes das demais idades devido ao fato de que seu sistema imunológico ainda está em fase de desenvolvimento, fazendo com que ele seja mais suscetível a possíveis infecções.

Ela é caracterizada pela proliferação em excesso desse fungo no interior da boca, o que acaba resultando no surgimento de uma camada esbranquiçada sobre as mucosas bucais.

Essa camada esbranquiçada não pode ser removida mecanicamente, sendo assim, é importante que os pais ou responsáveis não tentem remover através de raspagens ou afins.

Logo, ao identificar uma camada branca sobre a língua do bebê é importante procurar levá-lo a um profissional para maior avaliação.

O que causa sapinho em bebê?

Assim como foi dito anteriormente, o sapinho em bebê é provocado pelo fungo Candida albicans, que é um fungo que habita naturalmente a pele do ser humano.

No entanto, quando este fungo se prolifera de forma descontrolada, ele acaba provocando o surgimento da candidíase.

O bebê pode ser contaminado durante o momento do parto ao passar pelo canal vaginal nos casos onde a mãe também se encontra contaminada pelo fungo.

Contudo, a causa mais comum do surgimento de candidíase na boca do bebê consiste no uso de mamadeiras, chupetas e mordedores contaminados.

A criança também pode ser contaminada durante a amamentação caso o bico do seio da mãe esteja contaminado, contaminando assim a boca da criança.

Quando o bebê está passando por algum tratamento com antibióticos ele tende a ficar mais suscetível a contaminação pelo fungo, além disso, o contágio também pode ocorrer através de beijos por adultos que estejam contaminados.

Quais são os sintomas de sapinho em bebê

Quais são os sintomas de sapinho em bebê?

O sapinho em bebê é uma condição caracterizada pelo surgimento de manchas brancas nas mucosas bucais do bebê e em alguns casos pode se espalhar para a garganta.

Sendo assim, dentre seus principais sintomas de candidíase oral podemos citar:

  • Surgimento de pontos ou placas esbranquiçadas sobre as mucosas bucais da criança, tais como língua, parte interna das bochechas, gengivas e céu da boca;
  • Pequenas feridinhas no canto da boca;
  • Vermelhidão da boca;
  • Sangramentos ao tentar remover as manchas através de movimentos mecânicos;
  • Choro constante;
  • Irritação constante;
  • Dificuldade para se alimentar;
  • Redução do apetite.

Nos casos onde a criança evitar mamar ou possuir dificuldades para se alimentar é possível que surja um caso de desidratação, o que pode ser identificado por sintomas como redução da frequência urinária e ressecamento da pele e da boca.

Como identificar?

Assim como foi dito anteriormente, o sapinho em bebê é uma condição caracterizada por sintomas clássicos, como o surgimento de camadas brancas no interior da boca do paciente.

Sendo assim, sua identificação é feita por meio de uma avaliação clínica, onde o profissional irá avaliar a boca da criança e identificar seus sintomas e pode confirmar sua presença e iniciar o tratamento adequado.

Complicações derivadas do sapinho em bebê?

Assim como foi visto anteriormente, esta condição pode provocar alguns sintomas como a irritação do bebê e afetar seu apetite.

Desta forma, se não for tratada da forma adequada, esta interferência no apetite pode acabar provocando o surgimento de um caso de desnutrição ou desidratação.

A evolução desta condição também pode fazer com que ela se espalhe para a garganta do bebê, intensificando a falta de apetite e irritação da criança.

Como tratar sapinho em bebê

Como tratar sapinho em bebê?

O tratamento de sapinho em bebê deve ser um procedimento realizado por um profissional da área, seja ele um pediatra ou odontopediatra.

Isso se deve ao fato de que pelo costume com a área infantil, o profissional conseguirá identificar e receitar o melhor tipo de tratamento para esta condição.

Geralmente ele é feito a partir do uso de antifúngicos tópicos, que devem ser aplicados pelos pais ou responsáveis com o auxílio de uma gaze, para evitar que a criança engula o produto.

Sendo assim, geralmente o tratamento da candidíase na boca do bebê geralmente é feito através do uso de antifúngicos tópicos.

Além dos antifúngicos tópicos, o tratamento também envolve o ato de evitar que a criança entre em contato com os possíveis causadores.

Logo, caso a mãe esteja com o bico do seio contaminado, ela deve ser tratada juntamente com a criança para evitar o surgimento de complicações por conta de contaminações.

Como prevenir o seu surgimento?

O sapinho em bebê geralmente surge por conta do contato direto com superfícies ou pessoas contaminadas, logo, durante o tratamento é importante que o paciente evite o contato com superfícies contaminadas para prevenir a recontaminação.

Sendo assim para saber mais a respeito de como prevenir o surgimento deste problema confira as dicas abaixo:

  • Sempre higienizar bem as mãos com água e sabão neutro e secá-la muito bem antes de brincar com a criança;
  • Evite beijar o bebê;
  • Mantenha as chupetas, mamadeiras, mordedores e brinquedos sempre bem esterilizados para prevenir o surgimento de complicações;
  • Higienize bem os objetos da criança após o uso;
  • Mantenha as fraldas de boca, as roupas e fraldas do bebê sempre bem higienizados para garantir que não estejam contaminadas;
  • Esterilizar as peças do extrator de leite após utilizar;
  • Manter a mama sempre bem limpa e seca;
  • Descartar os discos absorventes de amamentação após o uso para evitar a proliferação do fungo.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Elas também tornam possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *