remédio para mau hálito

Remédio para mau hálito: veja aqui algumas dicas!

O mau hálito é uma condição responsável por causar um mau odor na boca do paciente e pode ser causado por vários motivos.

Neste artigo, falaremos mais sobre suas causas e daremos algumas dicas a respeito de remédio para mau hálito:

O que causa mau hálito?

O mau hálito consiste na presença de um mau odor exalado pela boca do paciente e, assim como foi dito anteriormente, pode ser causado por vários fatores.

Essa condição é bastante comum, especialmente o mau hálito matinal, de forma que chegue a atingir cerca de 40% da população mundial.

Sob circunstâncias naturais, não exalamos mau cheiro da boca, sendo assim, a presença do mau hálito geralmente está associada a alguma mudança no corpo do paciente.

O mau hálito pode ser causado por:

  • Acúmulo de bactérias no interior da boca;
  • Infecções bucais, como periodontite, abscessos e cáries;
  • Infecções bacterianas, como sinusite, gripe e infecções de garganta;
  • Problemas estomacais, renais ou hepáticos;
  • Tratamentos como quimio e radioterapia;
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Xerostomia;
  • Baixo consumo de água;
  • Cigarro;
  • Jejum prolongado;
  • Saburra lingual.

7 dicas de remédio para mau hálito

Existem alguns tipos de remédio para mau hálito que podem ser utilizados para reduzir ou até mesmo eliminar a presença do mau cheiro na boca do paciente.

Sendo assim, confira algumas dicas de remédio para mau hálito abaixo:

Própolis

1 – Própolis

O extrato de própolis é uma substância que possui propriedades antibacterianas, o que faz com que ele seja uma ótima maneira de eliminar bactérias que habitam no interior da boca.

Logo através do seu uso é possível eliminar as bactérias que causam o mau hálito e consequentemente reduzir o mau cheiro produzido por elas.

Para utilizá-lo basta colocar 20 gotas de extrato de própolis em um copo de água morna e realizar bochechos após higienizar os dentes até no máximo 4 vezes ao dia.

2 – Chá verde

O chá verde é um composto que proporciona vários benefícios para a cavidade oral, entre eles a redução de problemas derivados de bactérias, como gengivite e cáries.

Suas propriedades anti-inflamatórias e antibacteriana contribuem para higienizar a boca evitando o aparecimento do mau hálito.

Para utilizá-lo o paciente deve adicionar uma colher de chá de folhas de chá verde em uma xícara de água fervente e deixar repousar por alguns minutos e em seguida coar.

É importante mencionar que ele não deve ser consumido por crianças, gestantes e lactantes, além de também não ser recomendado para pessoas com insônia, problemas na tireoide, gastrite ou hipertensão arterial.

3 – Bochecho com essência de capim limão, tomilho e alecrim

Essa solução possui propriedade antibacterianas e antissépticas, fazendo com que sejam eficazes no combate ao mau hálito causado por infecções bucais.

Para utilizá-lo o paciente deve adicionar de 2 a 3 gotas dos óleos essenciais de capim limão, tomilho e alecrim em um mesmo copo com água.

Ao concluir a mistura, o paciente deve realizar o bochecho por aproximadamente 1 minuto após escovar os dentes. Pode ser realizado por no máximo 2 vezes ao dia.

4 – Chá de hamamélis

O chá de hamamélis possui ótimas propriedades antibacterianas, o que contribui para eliminar as bactérias e consequentemente reduzir o mau hálito.

Para fazer esse remédio para mau hálito o paciente deve misturar uma colher de chá de extrato de hamamélis em uma xícara de água fervente e deixar esfriar.

Na hora de utilizá-lo o paciente deve realizar o bochecho tomando cuidado para não engolir, visto que a ingestão dessa solução pode causar sintomas desagradáveis como náuseas. Ela também não deve ser utilizada por crianças, gestantes e lactantes.

Cravo-da-índia

5 – Cravo-da-índia

O cravo-da-índia possui grandes concentrações de óleo essencial e eugenol, fazendo com que ele possua uma ótima ação antisséptica e antibacteriana, o que o torna um ótimo remédio para mau hálito.

Para fazer esse chá deve-se colocar aproximadamente 10 unidades de cravo em uma xícara de água fervente e deixar descansar por alguns minutos até que esfrie.

Depois deve-se coar essa mistura e bochechar por alguns segundos após escovar os dentes.

6 – Eucalipto

A infusão de eucalipto é rica em uma substância chamada eucaliptol, que é antibacteriana e antisséptica, além de também promover um frescor na boca.

Para preparar esse remédio caseiro para mau hálito basta adicionar meia colher de sopa de folhas de eucalipto picadas em meia xícara de água.

Em seguida, o paciente deve coar e utilizar a mistura como um enxaguante bucal após escovar os dentes por no máximo 3 vezes ao dia.

7 – Pastilhas

As pastilhas originalmente utilizadas para combater irritações na boca e garganta. No entanto elas também possuem propriedades antissépticas, o que pode contribuir para o alívio do mau hálito.

Para utilizá-la basta colocar 1 ou 2 pastilhas na boca de 3 a 4 vezes ao dia.

Como evitar o mau hálito?

Assim como foi dito anteriormente, o mau hálito pode ser causado por inúmeros fatores, sejam eles a má higienização dos dentes, desidratação ou infecções bacterianas.

Sendo assim, existem algumas dicas que podem ser seguidas que podem auxiliar a prevenir essa condição. São elas:

  • Manter-se bem hidratado;
  • Evitar longos períodos de jejum;
  • Higienizar bem a cavidade oral;
  • Realizar visitas regulares ao dentista para fazer a profilaxia;
  • Tenha uma alimentação saudável.

LEIA TAMBÉM: Como acabar com o mau hálito: confira algumas dicas!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Uma visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *