homem tomando remédio para dor de garganta

Remédio para dor de garganta: qual a opção mais eficaz?

Especialmente em tempos frios e secos, é comum que as pessoas procurem um remédio para dor de garganta que seja bom e apresente alívios imediatos. No entanto, é preciso ter cuidado com as administrações.

Pensando nisso, confira mais aqui sobre o uso desses medicamentos: 

Qual o melhor remédio para dor de garganta?

Antes de tudo, é importante deixar claro a importância de consultar um dentista antes de se automedicar com remédio para dor de garganta, visto que o profissional pode verificar a verdadeira causa do desconforto. 

Dito isso, veja a seguir quais são as principais medicações que podem ajudar nesse caso:

  • Analgésicos;
  • Anti-inflamatórios;
  • Antibióticos;
  • Pastilhas.

1. Analgésicos e antitérmicos

Os analgésicos são um dos principais medicamentos que podem ser prescritos por um dentista para amenizar o desconforto gerado pela dor na região da garganta, fazendo com que o alívio seja proporcionado de uma forma rápida. 

Esse é um remédio para dor de garganta bastante versátil, tendo em vista que pode ser recomendado para diversas situações.

O profissional responsável pelo atendimento avaliará o grau de incômodo que o paciente está sentindo para fazer com que o tratamento seja bastante eficaz. 

Na maior parte das vezes, a recomendação é feita para os casos mais leves. Já quando a dor é associada aos quadros de febre, os dentistas podem prescrever antitérmicos. Nessas situações, os medicamentos mais utilizados são: paracetamol, ibuprofeno e dipirona. 

2. Anti-inflamatórios

O paracetamol e o ibuprofeno também possuem efeitos anti-inflamatórios e podem ser utilizados para combater inflamações e inchaços que acometem a região da garganta.

É possível, ainda, que o paciente faça uso do diclofenaco, do ácido acetilsalicílico, do nimesulida, da benzidamina e do naproxeno. 

Na maior parte das vezes, essa indicação é feita quando a dor é muito forte, já que existe uma inflamação em curso. Para que ela seja diminuída, é importante que o paciente siga o tratamento prescrito de maneira correta. 

3. Antibióticos

Enquanto isso, os antibióticos são prescritos quando existe algum processo infeccioso desencadeado por bactérias, como é o caso de faringites e amigdalites. Por essa razão, os dentistas recomendam esse medicamento quando os sintomas estão ainda mais agravados. 

A indicação deve ser feita após um diagnóstico qualificado, visando evitar efeitos colaterais e adquirir efeitos rápidos. Os possíveis medicamentos a serem prescritos são: amoxicilina, eritromicina, cefalexina, azitromicina e clindamicina. 

4. Pastilhas

Definitivamente, você já usou uma pastilha como remédio para dor de garganta ou conhece alguém que já usou. Além de proporcionar uma sensação de frescor, ela também é capaz de aliviar o incômodo, como se fosse um anestésico. 

Por esse motivo, é indicado não consumir uma grande quantidade de pastilha de uma só vez. Inclusive, aconselha-se usar até cinco pastilhas por dia em até no máximo três dias.

Depois do uso regular e adequado, as pastilhas conseguem combater o processo inflamatório que acontece na região. 

Lembrando que, esse alívio é passageiro e deve ser associado ao uso de outros remédios, como os analgésicos e antitérmicos, anti-inflamatórios, antibióticos e pastilhas. 

homem tomando remédio para dor de garganta

Remédios caseiros para dor de garganta

O remédio para dor de garganta também pode ser caseiro, mas é importante lembrar que essa alternativa não é suficiente para tratar a dor de garganta.

Por exemplo, quando o problema é causado por algum microrganismo, o quadro permanece durante o seu ciclo natural e começa a desaparecer em torno de duas semanas. 

Como você viu, alguns quadros até precisam de medicamentos mais fortes, como é o caso de antibióticos. Pensando nisso, confira quais são as opções caseiras para melhorar a dor de garganta

Mel

O mel é uma opção que pode ser utilizada de diversas formas diferentes. Ou seja, a forma que você administra ele é uma escolha sua. Seja no chá ou puro, os benefícios são os mesmos.

Mas, é possível associar com o limão, que é uma excelente fonte de vitamina C. De todo modo, o mel tem a capacidade de acalmar a região da garganta e ainda por cima atua na hidratação local, diminuindo outros sintomas como pigarro e tosse.

Chá de hortelã

Sempre que falamos a respeito de remédio para dor de garganta, dificilmente não encontramos alguém recomendando o chá de hortelã.

A razão para isso é que o hortelã contém mentol, uma substância que auxilia na fluidez do muco, de maneira a reduzir a irritação. O seu consumo também ajuda na eliminação de vírus e bactérias, o que em consequência acelera o tratamento. 

Gargarejo com água morna e sal

O gargarejo com água morna e sal também é bastante conhecido e um excelente remédio para dor de garganta caseiro.

Além disso, apresenta bastante praticidade, já que o único requisito é não deixar o líquido ir para o estômago. Ou seja, o paciente só deve gargarejar e não deve engolir a solução.

Com essa prática, as células mortas são removidas e as inflamações existentes na região da garganta são diminuídas. 

Chá de gengibre

O gengibre é uma planta cuja a raiz possui uma grande capacidade de reduzir inflamações naturalmente e, por esse motivo, costuma ser usado como um remédio para dor de garganta.

Ele pode ser aplicado em chás, fazendo com que os microrganismos responsáveis pelo desconforto sejam eliminados ligeiramente. 

Afinal, o que causa dor de garganta?

Existem diversos fatores responsáveis pela dor de garganta, o que deve ser avaliado por um profissional de saúde. Entre os principais, destacam-se:

  • Gripe e resfriado;
  • Amigdalite;
  • Faringite;
  • Sinusite;
  • Rinite;
  • Desidratação;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Machucados na região da garganta;
  • Emprego errôneo da voz.

pessoa segurando um comprimido de remédio para dor de garganta

Qual a relação da dor de garganta com a saúde bucal?

Agora que você já sabe qual o melhor remédio para dor de garganta, é hora de entender qual a relação da dor de garganta com a saúde bucal. Essa condição tem a capacidade de provocar inúmeros outros problemas quando não recebe a devida atenção.

Por esse motivo, faz com que o indivíduo tenha problemas de deglutição, dificuldade para respirar, edema nas amígdalas e até mesmo processos infecciosos que se disseminam para algumas regiões bucais.

Sendo assim, ao perceber um incômodo persistente na região da garganta, é extremamente importante consultar um dentista. 

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível detectar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível fazer tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada semestralmente (de 6 em 6 meses).

A profilaxia também garante a possibilidade de fazer a raspagem de tártaro e retirada da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *