quanto custa uma obturação

Saiba quanto custa uma obturação e o que você precisa sobre!

A obturação do dente é um dos procedimentos mais comuns, mas também mais temidos, feitos pelo dentista.

Isso considerando que a técnica é usada no tratamento de um dos problemas que mais afetam a zona bucal, a cárie, e o instrumento do “zumbido” desagradável, o obturador.

Apesar de toda a fama, neste artigo vimos sanar todas as possíveis dúvidas que você pode ter em relação ao procedimento, desmistificar a técnica e destacar a sua importância:

Quanto custa uma obturação do dente?

O preço da obturação do dente é variável, considerando o profissional escolhido, a clínica, a gravidade do caso e o tipo de material restaurador escolhido.

Levando em consideração esses fatores, o valor do procedimento pode ir de R$200 (duzentos reais) a R$900 (novecentos reais).

Vale considerar que em casos mais avançados, a obturação de dente pode ser associada a outros tipos de tratamentos, o que irá influenciar diretamente no preço.

Afinal, o que é obturação?

Como dito, a obturação do dente é um dos tratamentos da cárie, tendo como objetivo cobrir a cavidade feita pela evolução desse problema.

Para entender como a obturação trabalha, é importante entender como a cárie atua. A cárie é causada pela má higienização do dente e pela ingestão de alimentos muito açucarados.

Por conta disso, há o acúmulo de resíduos no dente, e assim, a proliferação de bactérias Streptococcus mutans no local, que acabam liberando toxinas que deterioram a estrutura dentária, resultando na cavidade.

As cáries também são marcadas pelas fortes dores que geram na dentição, já que as cáries acabam perfurando o esmalte dentário, camada mais externa dos dentes, acabando por atingir a dentina.

Para o diagnóstico do problema, o dentista irá detectar a presença da cavidade e manchas escuras na região, encaminhando o paciente para um exame de raio-x para que haja a confirmação e a determinação do tratamento.

A obturação irá atuar promovendo alívio da dor de dente, já que envolve desde a remoção do tecido cariado, até o preenchimento da cavidade por meio de um material restaurador, uniformizando a superfície do dente e melhorando a função da mandíbula.

Antes e depois de um dente que passou pelo tratamento de obturação com resina

Como é feita a obturação?

Com a indicação da obturação, em primeiro momento irá fazer uma abordagem com anestesia, seja ela local, tópica, ou sedação consciente, o que vai variar quanto ao nível do incômodo ou sensibilidade. Para a escolha da melhor anestesia, vale também ser feita uma análise do histórico médico do paciente.

Feito isso, o dentista faz o uso de instrumentos como brocas para que seja feita a remoção do tecido cariado, permitindo fazer a limpeza da cavidade feita pela cárie. Em seguida, é feito o preenchimento do “buraquinho”, utilizando materiais específicos, como resina composta, amálgama e ionômero de vidro.

Dentre as alternativas de materiais restauradores, a resina é o principal utilizado, considerando a sua resistência e coloração semelhante à natural do dente.

Após haver o preenchimento, é feito um polimento da região, fazendo com que o dente volte a ficar saudável e totalmente funcional.

Cuidados após a obturação

Contudo, para que se possa manter os benefícios do procedimento e garantir a durabilidade, o paciente deve seguir todas as orientações do dentista, evitando imprevistos como a queda do material restaurador.

Confira aqui os principais cuidados a serem tomados com a obturação:

  • Mastigue com cuidado todos os alimentos para evitar dor, possíveis incômodos e prejuízos a obstrução de canal;
  • Evitar o consumo de chicletes e outros alimentos pegajosos após a obturação;
  • Controlar o hábito de morder objetos, já que também pode levar a quebra ou a soltura da restauração;
  • Evitar consumir alimentos muito quentes ou frios nos primeiros dias após a realização da obturação;
  • Não consumir alimentos muito duros sobre o local que foi feito o tratamento, já que o dente obturado fica sensível após o procedimento;
  • Escove bem os dentes, dando atenção ao dente obturado, evitando o aparecimento de novas cáries;
  • Realize todos os check-ups dentários necessários e mantenha as consultas de rotina em dia;
  • Evitar alimentos pigmentados, já que podem manchar o esmalte dos dentes e restaurações;
  • Evitar alimentos muito açucarados, uma vez que estão entre as causas do aparecimento da cárie.

Obturação caiu, o que fazer?

Após a realização do procedimento de obturação, uma das complicações mais comuns após o tratamento é a queda do material que foi utilizado para preencher e restaurar a estrutura do dente.

Entre as principais razões da queda desse material está a falta dos cuidados passados pelo dentista e a infiltração do dente, que acontece pelo desenvolvimento de uma nova cárie, reforçando a necessidade de estar sempre atento à saúde bucal.

Em caso de queda da obturação, é necessário recorrer o quanto antes ao consultório do dentista, uma vez que com o tempo e na ausência da reversão do caso, a obturação pode apresentar ainda falhas ou rachaduras, atrapalhando nas funções da dentição, na saúde bucal e qualidade de vida.

Dessa forma, o indicado é recorrer o quanto antes ao dentista, para evitar graves complicações. Uma vez no consultório o dentista irá realizar novamente a restauração da estrutura dentária, removendo anteriormente a cárie em casos em que o dente esteja novamente cariado.

quanto custa uma obturação de dente

LEIA TAMBÉM: Obturação caiu? Saiba o que fazer nessa situação

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia dental, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Uma visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *