mulher feliz com uma pílula de ômega 3 nas mãos

Ômega 3: saiba mais sobre e como pode ajudar os dentes!

Fique por dentro das informações sobre o ômega-3, a gordura do bem que auxilia na saúde da pele, coração, olhos e também os dentes! 

Saiba aqui tudo sobre a vitamina e saiba os seus benefícios para o corpo e saúde bucal:

O que é o ômega 3?

Também conhecido como gordura do bem, o ômega-3 é um tipo de ácido graxo essencial, o que significa que o corpo humano não pode produzi-lo por conta própria e, portanto, precisa ser obtido por meio da dieta. 

Existem três principais tipos de ácidos graxos ômega-3: Ácido Alfa-Linolênico (ALA), Ácido Eicosapentaenoico (EPA) e Ácido Docosahexaenoico (DHA).

O Ácido Alfa-Linolênico (ALA) é um ácido graxo essencial pertencente à família dos ácidos graxos ômega-3. Esses ácidos graxos são chamados de “essenciais” porque o corpo humano não consegue produzi-los e, portanto, precisam ser obtidos por meio da dieta.

O ALA é encontrado em diversas fontes vegetais e possui propriedades anti-inflamatórias, o que pode ser benéfico para a saúde das articulações e na redução da inflamação no corpo e até da gengiva.

O Ácido Eicosapentaenoico (EPA) é um ácido graxo ômega-3 encontrado principalmente em peixes de água fria, especialmente em peixes gordurosos.

Alguns estudos sugerem que o consumo de EPA pode estar associado a benefícios para a saúde mental. Junto com o ácido docosahexaenoico (DHA), o EPA é uma forma de ácido graxo ômega-3 que desempenha papéis importantes na saúde humana.

O Ácido Docosahexaenoico (DHA) é uma forma importante de ácido graxo ômega-3 e desempenha vários papéis cruciais no organismo.

O DHA é um componente fundamental para o desenvolvimento e é um componente estrutural das membranas celulares cerebrais. Ele está presente na retina do olho e é essencial para a saúde ocular. O DHA também pode ser encontrado em peixes de água fria.

Suplementos de óleo de peixe ou óleo de algas (para vegetarianos/veganos) são uma opção para aumentar a ingestão de ômega-3.

Para que serve essa “gordura do bem”?
idosa com um copo de água e uma pílula de ômega 3 nas mãos

  • Saúde Cardiovascular:
    O ômega, especialmente o EPA e o DHA, tem sido associado à redução dos triglicerídeos sanguíneos, melhoria da saúde arterial, diminuição da pressão arterial e redução do risco de doenças cardiovasculares.
  • Desenvolvimento do Cérebro e Saúde Mental:
    O DHA é um componente fundamental para o desenvolvimento e a função adequada do cérebro, especialmente durante a gravidez e nos primeiros anos de vida. Além disso, o ômega-3, incluindo o DHA e o EPA, tem sido estudado por seus potenciais efeitos positivos na saúde mental, incluindo a redução dos sintomas de depressão e ansiedade.
  • Saúde Ocular:
    O DHA está presente na retina do olho e é essencial para a saúde ocular. A suplementação com ômega-3 pode ajudar a prevenir condições oculares relacionadas à idade, como a degeneração macular.
  • Propriedades Anti-Inflamatórias:
    O ômega-3 exibe propriedades anti-inflamatórias, contribuindo para a redução da inflamação no corpo. Isso pode ser benéfico para condições inflamatórias crônicas, como artrite reumatoide.
  • Saúde da Pele:
    Os ácidos graxos ômega-3 podem contribuir para a saúde da pele, ajudando a manter a hidratação e reduzindo a inflamação, o que pode ser benéfico para condições como eczema.
  • Saúde bucal:
    O ômega-3 possui propriedades anti-inflamatórias, o que pode ser benéfico para reduzir a inflamação nas gengivas, causadas pela periodontite. Manter gengivas saudáveis é fundamental para a saúde bucal geral. A incorporação de nutrientes essenciais, incluindo ômega-3, como parte de uma dieta equilibrada, pode contribuir para a saúde gengival.

É importante obter o ômega-3 através de uma dieta equilibrada e variada. No entanto, em alguns casos, suplementos de óleo de peixe ou óleo de algas podem ser considerados, especialmente para aqueles que têm dificuldade em obter ômega-3 suficiente através da alimentação. 

Alimentos que contém ômega 3

  1. Peixes de Água Fria:
    Salmão, atum, sardinha, cavala, arenque e truta.
  2. Óleo de Peixe:
    Óleo de fígado de bacalhau, óleo de salmão e óleo de krill.
  3. Sementes e Oleaginosas:
    Sementes de chia, sementes de linhaça, nozes e sementes de cânhamo.
  4. Óleos Vegetais:
    Óleo de linhaça, canola, soja e nozes.
  5. Algas e Suplementos de ômega-3:
    Algas marinhas, suplementos de óleo de peixe e suplementos de óleo de algas.
  6. Também é possível encontrar ômega 3 em mariscos e ostras.

Ao incorporar esses alimentos na dieta, é possível garantir uma ingestão adequada de ômega-3. Vale ressaltar que os tipos de ômega-3 presentes em peixes de água fria (EPA e DHA) são considerados mais eficazes para a saúde do que o tipo encontrado em fontes vegetais (ALA).

No entanto, todas as formas de ômega-3 têm benefícios para a saúde e pode ter impactos positivos na saúde bucal de maneira indireta. Uma boa nutrição desempenha um papel vital na saúde dos dentes e gengivas. 

Ômega 3 e a saúde bucal

Uma ingestão adequada de ômega-3 pode ajudar a manter gengivas saudáveis, uma vez que a inflamação reduzida pode contribuir para um ambiente oral mais saudável.

Uma dieta equilibrada, que inclua fontes de ômega-3, geralmente também fornece vitaminas e minerais essenciais para a saúde bucal, como cálcio, vitamina D e vitamina C, que auxilia no fortalecimento dos dentes.

O ômega-3 desempenha um papel na modulação do sistema imunológico e em processos hormonais, o que pode influenciar indiretamente a saúde bucal.

Além disso, a prática de uma boa higiene bucal, incluindo escovação regular, uso de fio dental e visitas ao dentista colaboram para a manutenção da saúde bucal.

Por quanto tempo devo tomar ômega 3?

A duração da suplementação com ômega-3 pode variar de pessoa para pessoa, dependendo das necessidades individuais, da dieta, do estado de saúde e de outros fatores. Lembre-se de que a suplementação não substitui uma dieta equilibrada e rica em nutrientes.

Se possível, obtenha a maioria dos seus nutrientes através de uma alimentação saudável e variada.

É sempre aconselhável buscar orientação profissional, seja de um médico, nutricionista ou profissional de saúde, antes de iniciar ou interromper qualquer suplementação. Eles podem avaliar suas necessidades específicas com base em sua saúde, estilo de vida e objetivos.

Como escolher o melhor ômega 3?

mulher em frente a prateleira de remédios se decidindo qual comprar

Escolher um bom suplemento de ômega-3 envolve considerar vários fatores para garantir que você está obtendo um produto de qualidade. 

Verifique se o suplemento contém as formas ativas de ômega-3, como ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosahexaenoico (DHA). Como visto anteriormente, esses são os tipos de ômega-3 mais benéficos para a saúde.

Considere a fonte do ômega-3 no suplemento. Pode ser derivado de peixes de água fria, óleo de krill e algas. Escolha a opção que melhor se alinha com suas preferências alimentares e éticas.

Certifique-se de que o suplemento é de alta qualidade e passou por testes de pureza. Suplementos de boa qualidade devem ser isentos de contaminantes, como mercúrio e PCBs.

Escolha marcas bem conhecidas e respeitáveis. Pesquise revisões e avaliações de usuários para ter uma ideia da eficácia e qualidade do produto.

Vale lembrar que os ativos do ômega 3 também são aliados ao fortalecimento dos dentes, uma vez que peixes ricos em ômega 3 tem vitamina D e a linhaça auxilia no tratamento de infecções e inflamações na gengiva (periodontite) e dentes.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares são de extrema importância para um tratamento odontológico eficaz.

Além disso, através do seu histórico odontológico, é possível observar mais de perto a evolução do seu tratamento.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível fazer tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada semestralmente (de 6 em 6 meses).

A profilaxia também garante a possibilidade de fazer a raspagem de tártaro e retirada da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *