o que são dentes decíduos

O que são dentes decíduos? Confira mais a seu respeito!

Os dentes decíduos, também conhecidos como dentes de leite, correspondem aos dentes presentes na arcada dentária infantil, que é a primeira que possuímos ao decorrer da vida.

Para saber mais sobre o que são dentes decíduos e outras informações continue acompanhando o artigo abaixo:

O que são dentes decíduos?

Os dentes decíduos, ou dentes de leite, correspondem à primeira dentição que o paciente possui na vida e é mantida apenas até o nascimento dos dentes permanentes.

Eles começam a nascer antes de a criança completar um ano de vida e se completam por volta dos três anos de idade.

Já a substituição destes dentes pelos permanentes inicia-se por volta dos 6 anos de idade e finaliza-se por volta dos doze anos e o siso, que é o último dente a nascer, geralmente nasce após os dezessete anos.

Geralmente, eles possuem um tamanho menor e uma aparência mais esbranquiçada que os dentes permanentes.

Além disso, eles também se encontram em menor número, sendo apenas 20 deles, o que se deve ao fato de a arcada dentária infantil possuir um tamanho menor.

criança sorrindo e mostrando seus dentes decíduos

Para que servem os dentes decíduos?

Assim como foi dito anteriormente, eles são os primeiros dentes que possuímos durante nossa vida, o que faz com que eles sejam muito importantes.

Esta importância se deve ao fato de que eles possuem o objetivo de auxiliar na fala e na alimentação da criança, além de também ajudar na formação correta dos músculos e estruturas faciais, além de também guardarem espaço para o nascimento dos dentes permanentes.

Esta dentição também é importante por conta do fato de que é a primeira dentição que o paciente possui, sendo assim, é o seu primeiro contato com a higienização bucal dos dentes e assim torna possível que a criança aprenda como higienizar os dentes da maneira correta.

Qual é a sua ordem de nascimento?

Os dentes decíduos começam a surgir na arcada do paciente por volta dos 6 meses de idade, sendo que sua idade média é:

  1. Incisivos inferiores: aparecem entre os cinco a sete meses;
  2. Incisivos superiores: aparecem entre os seis e oito meses;
  3. Incisivos laterais superiores: aparecem entre os nove e onze meses;
  4. Incisivos laterais inferiores: aparecem entre os dez e doze meses;
  5. Primeiros molares: aparecem entre os doze e dezesseis meses;
  6. Caninos: aparecem entre os dezesseis e vinte meses;
  7. Segundos molares: aparecem entre os vinte e trinta meses.

Sendo assim, geralmente esta arcada começa a se formar antes de a criança completar um ano e se finaliza antes dos três anos de idade.

Já sua troca começa a ser feita por volta dos 6 anos de idade, que é quando cai o primeiro dente de leite, e geralmente é finalizada antes dos 13 anos de idade.

No entanto, no caso da formação da arcada permanente, há uma exceção, que é o dente do siso ou terceiro molar. Isto se deve ao fato de que seu nascimento ocorre após todos os outros dentes terem tomado seu lugar.

Geralmente eles nascem após os 17 anos de idade e isto pode acabar fazendo com que ele provoque problemas, como o desalinhamento dos dentes e afins.

Isto acaba fazendo com que muitas vezes ele seja extraído antes mesmo de nascer completamente. Para saber mais a respeito, confira nosso artigo sobre a extração de siso.

Principais diferenças entre os dentes decíduos e os permanentes

Assim como foi visto anteriormente, os dentes decíduos consistem nos primeiros dentes que possuímos durante a vida e permanecem conosco durante toda a infância.

O fato de a arcada dentária infantil ser menor que a adulta faz com que os dentes de leite sejam menores e existam em menor quantidade.

Eles também são mais esbranquiçados que os permanentes, o que se deve ao fato de possuírem uma camada de esmalte mais fina.

A raiz desses dentes também é menor e mais fina que a dos permanentes por conta de serem temporários, o que garante que elas sejam reabsorvidas mais facilmente durante a troca dentária.

mãe ensinando a filha a cuidar de seus dentes decíduos

Como cuidar dos dentes decíduos?

Assim como os dentes permanentes, os dentes decíduos também exigem que o paciente tenha alguns cuidados com eles para evitar o surgimento de complicações.

Dentre os cuidados que devemos ter podemos citar:

Higienização dos dentes

Assim como sabemos, a higienização dos dentes é fundamental para se prevenir o surgimento de complicações, como a cárie e a gengivite, e isto não é diferente para os dentes decíduos.

Sendo assim, é extremamente importante que a higienização bucal dos pequenos seja executada da forma correta.

Logo, é importante que os pais e responsáveis auxiliem a criança no processo enquanto ela ainda não possui coordenação o suficiente para executar uma boa limpeza dos dentes.

Durante o início de sua independência para escovar os dentes, é importante que os responsáveis higienizem os dentes juntamente com ela como forma de incentivar e ensinar a fazê-la corretamente.

Além disso, a higienização deve ser feita utilizando produtos apropriados para crianças. Isto se deve ao fato de que as escovas para crianças possuem a cabeça menor para serem mais confortáveis para elas e o creme dental infantil possui uma concentração de flúor inferior ao de adultos para prevenir complicações.

Cuidado com a alimentação

Assim como sabemos, a alimentação é fundamental para o bom desenvolvimento do corpo e do sistema imune e também é fundamental para uma boa saúde bucal.

Além de manter uma dieta saudável, também é importante que a criança evite consumir alimentos muito açucarados, devido ao fato de que o açúcar é digerido mais rapidamente pelas bactérias que habitam a boca, tornando mais fácil o surgimento de cáries e gengivite.

Controle dos hábitos parafuncionais

Os hábitos parafuncionais dizem respeito a hábitos ou manias que são prejudiciais à saúde tanto bucal quanto corporal, tais como roer as unhas, utilizar os dentes para abrir ou morder objetos.

Isto se deve ao fato de que, além de poderem provocar o surgimento de complicações, como as má oclusões, eles também podem danificar a estrutura dos dentes.

Desta forma, é importante que os pais ou responsáveis identifiquem esses hábitos nocivos e levem a criança a um profissional especializado para tratá-los.

Não estimular a queda precoce dos dentes

Assim como foi visto no artigo acima, os dentes decíduos possuem uma idade média na qual eles caem, sendo assim, é importante que os pais não forcem a queda dos dentes antes da hora.

Isto se deve ao fato de que esses dentes garantem que os dentes permanentes possam nascer em seu devido lugar, o que só é possível por conta de eles servirem como guias para os dentes permanentes.

Além disso, sua presença também evita que sejam causados danos ao osso alveolar durante a mastigação de alimentos por conta da falta do dente.

Acompanhamento regular

Da mesma forma que os adultos necessitam realizar o acompanhamento com um dentista através da visitas regulares, as crianças também devem manter o acompanhamento com um odontopediatra.

Isto se deve ao fato de que ele é um profissional especializado em crianças e desta forma é capaz de avaliar a saúde bucal e o nascimento dos dentes, podendo assim identificar qualquer anormalidade.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista garantem que o paciente possa realizar o acompanhamento da prótese dentária, de modo que o dentista também possa realizar quaisquer ajustes que sejam necessários.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Através delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Visite uma clínica odontológica OralDents para um sorriso mais bonito e ganhar uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *