paciente com a língua fissurada

Língua fissurada: o que é e quais são as principais causas!

A língua fissurada é uma condição assintomática que não tende a provocar nenhum agravamento derivado delas, mas que pode contribuir para o surgimento de outras complicações bucais.

Sendo assim, confira mais a seu respeito no artigo abaixo:

O que é a língua fissurada?

A língua fissurada diz respeito à língua que possui rachaduras ou fissuras em uma região isolada ou por todo o dorso da língua, ficando com uma aparência enrugada.

Geralmente essas fissuras surgem por conta de fatores genéticos, de forma que várias pessoas da mesma família podem apresentar essa condição.

Essas rachaduras em sua superfície podem ou não se agravar com o passar dos anos, no entanto, por se tratar de uma condição benigna, ela não tende a provocar nenhum tipo de risco à saúde bucal.

Geralmente essas fissuras não provocam nenhum sintoma, no entanto podem acabar provocando dor ou ardência leve por conta de sua higienização indevida.

Além disso, normalmente não é necessário realizar um tratamento para esta condição, apenas higienizar a língua da maneira adequada, visto que elas podem contribuir para o acúmulo de partículas de alimentos.

paciente com fissuras na língua

O que causa língua fissurada?

A língua fissurada é uma condição que não possui uma causa específica, desse modo, não é possível dizer o que causa esta condição.

No entanto, apesar de não possuir uma causa específica, ainda existem algumas condições que podem contribuir para o seu surgimento, sendo elas:

Além disso, essa condição não é considerada uma doença devido ao fato de não ser provocada por nenhum microrganismo e não causar nenhum prejuízo à saúde bucal do paciente.

Esta condição também não é contagiosa, ou seja, o paciente não transmite essa condição de nenhuma maneira.

Também existem alguns outros fatores que não possuem origem genética que podem provocar o seu surgimento, sendo eles:

  • Ansiedade;
  • Tabagismo;
  • Estresse;
  • Bruxismo;
  • Alergias;
  • Diabetes;
  • Língua geográfica.

Quando ela é provocada por estes fatores e não por fatores genéticos, ela é considerada um caso agudo de língua fissurada.

Sintomas

A língua fissurada se trata de uma condição benigna e geralmente não provoca nenhum sintoma além das rachaduras na língua do paciente.

Geralmente essas rachaduras possuem de 2 a 6 mm e nos casos mais severos podem haver pequenas partes da língua isoladas das demais.

No entanto, apesar de se tratar de uma condição que não provoca sintomas, existem alguns casos onde essas fissuras podem ser muito profundas ou largas.

Nestes casos é importante que o paciente procure consultar-se com um profissional para avaliar se não há nenhum problema ou doença envolvida.

Além disso, também é muito importante cuidar bem da higienização bucal, em especial da língua, pois as fissuras podem contribuir para o acúmulo de partículas de alimentos.

Também é importante atentar-se para o consumo de alimentos ácidos e condimentados visto que eles podem acabar provocando ardência ou irritação, ainda é possível que o paciente venha a sentir algum tipo de dor, queimação, inchaço ou perda de paladar.

Geralmente quando há algum desconforto associado a essa condição, pode significar que há algum outro problema no organismo, seja ele uma doença ou déficit nutricional.

Sendo assim, é importante ficar atento a qualquer sinal e sintoma diferente, de forma que ao percebê-los o paciente deve procurar atendimento profissional.

O que contribui para evitar que a condição piore?

A língua fissurada não é uma condição que não tende a se agravar com o passar do tempo, no entanto, o fato de fazer com que a língua fique cheia de fissuras contribui para o acúmulo de partículas de sujeira e também de microrganismos.

Sendo assim, o paciente deve atentar-se para a higienização da língua para prevenir o surgimento de complicações derivadas desses microrganismos, como candidíase na boca e o mau hálito, que se acumulam nessas fissuras.

paciente buscando tratamento para língua fissurada

Existe tratamento para essa condição?

Assim como vimos anteriormente, a língua fissurada pode ser provocada tanto por condições hereditárias quanto por certas condições. Sendo assim, seu tratamento também tende a ser distinto.

Nos casos de origem aguda, o profissional pode receitar o uso de alguns medicamentos, uma dieta mais completa e a abstenção do tabaco, podendo variar de acordo com sua causa.

Além disso, independente de ser aguda ou não, é importante que o paciente cuide bem da higienização bucal, em especial da língua, para prevenir o surgimento de complicações que podem ser derivadas de microrganismos que se aderem as fissuras da língua.

Como evitar o surgimento das fissuras na língua?

Nos casos onde a língua fissurada possui causa genética, não é possível  evitá-la, visto que o paciente já nasce predisposto a desenvolvê-la. No entanto, não é necessário preocupar-se pois ela não tende a causar nenhum prejuízo para o paciente.

Desse modo, para prevenir seu surgimento é recomendado que o paciente mantenha uma dieta equilibrada, consumindo todos os tipos de alimentos para prevenir que haja algum déficit nutricional.

Também é indicado que o paciente evite consumir cigarros e também faça acompanhamento com um profissional, para que ele possa identificar e tratar possíveis casos de bruxismo.

Cuidados que devemos ter com a língua com fissuras

Assim como foi dito anteriormente, a língua fissurada não tende a provocar nenhum dano à saúde do paciente, no entanto, essas rachaduras podem contribuir para o acúmulo de microrganismos e partículas de alimentos.

Logo, para evitar o surgimento de complicações, é muito importante que o paciente higienize bem a língua, para remover todos os restos de alimentos e microrganismos que se alojaram ali.

O paciente também deve ajustar sua dieta, de forma que ele venha a ingerir todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do corpo.

Além disso, em alguns casos podem haver alguns sintomas como dor ou desconforto nas fissuras. Quando isso ocorre é recomendado que o paciente procure consultar-se com um profissional.

Isto se deve ao fato de que a partir desta consulta o profissional será capaz de avaliar a situação para receitar o tratamento adequado.

Também existem alguns tratamentos alternativos que podem auxiliar a aliviar os sintomas, porém é importante lembrar que apesar de amenizarem os sintomas, eles não devem substituir uma visita a um profissional. Sendo assim, confira quais são os principais:

  • Realizar bochechos com uma solução de bicarbonato de sódio e água;
  • Ingerir chá de gengibre;
  • Consumir alho e mel;
  • Ingerir menos alimentos condimentados e quentes.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por oferecer ao dentista a oportunidade de identificar e tratar os problemas bucais.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Logo, a visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *