Lesão bucal

Lesão bucal: o que é, quais os tipos e como tratar

A lesão bucal é o surgimento de feridas ou alterações na boca, seja na parte gengival, na língua ou nos lábios.

Os motivos para o desenvolvimento e as formas de tratamento da lesão bucal, variam conforme o tipo de ferimento.

Quer entender melhor sobre esse assunto? Neste artigo explicamos tudo sobre!

Causas para lesão bucal

Existem muitos fatores que podem gerar algum tipo de lesão bucal. Os mais comuns são:

  • Ansiedade ou estresse: situações de muito estresse e ansiedade diminuem a imunidade, deixando o organismo suscetível ao surgimento de lesões bucais como o herpes.
  • Alterações hormonais: um problema muito comum entre as mulheres, são as alterações hormonais, que em alguns casos, afetam diretamente a saúde bucal. Em situações como a gravidez e a menopausa, a sensibilidade na gengiva é aumentada, o que deixa mais propenso ao desencadeamento de um quadro de gengivite.
  • Fio do aparelho: Essas lesões ocorrem quando os fios do aparelho ortodôntico estão soltos ou foram cortados no tamanho errado.
  • Alimentação ruim: uma dieta desequilibrada afeta diretamente os dentes e gengiva, tornando mais suscetível para o desencadeamento de lesões bucais.
  • Ajuste errado de prótese dentaria: usar diariamente uma prótese ajustada de maneira errada, pode gerar, além de dor e desconforto, perda óssea acelerada na boca ou câncer de boca.
  • Infecções: As infecções podem surgir por meio de um vírus (infecções virais), e em alguns casos, de forma transmissível.

Lesão bucal

Os tipos de lesão bucal

É importante conhecer os diferentes tipos de lesões bucais para poder identificá-las precocemente e buscar o tratamento adequado.

A seguir, iremos detalhar alguns dos tipos mais comuns:

Aftas

As aftas são pequenas úlceras rasas, dolorosas e geralmente ovaladas que aparecem na mucosa da boca, normalmente na língua, bochechas ou lábios.

Elas geralmente são brancas ou amarelas no centro e têm uma borda vermelha.

As causas da afta estão relacionadas a fatores genéticos, estresse, alterações hormonais e deficiências nutricionais.

Candidíase bucal ou oral

A candidíase bucal, também conhecida como sapinho, é uma infecção fúngica que causa manchas brancas cremosas na língua, bochechas, gengivas e céu da boca.

Essas manchas podem ser dolorosas e causar dificuldade para engolir ou falar.

A candidíase bucal é mais comum em pessoas com sistema imunológico fraco, como recém-nascidos, idosos, pessoas com diabetes ou HIV/AIDS.

Também pode ser causada pelo uso prolongado de antibióticos, tabagismo ou próteses dentárias mal ajustadas.

Herpes labial

O herpes labial é uma infecção viral que causa bolhas dolorosas e contagiosas ao redor da boca, as bolhas geralmente se rompem e formam crostas que podem demorar de 7 a 10 dias para cicatrizar.

O herpes labial é causado pelo vírus herpes simplex tipo 1 (HSV-1), esse vírus pode ser transmitido por contato direto com as bolhas ou com a saliva de uma pessoa infectada.

Doença mão-pé-boca (HFMD)

A doença mão-pé-boca é uma infecção viral contagiosa que causa febre, dor de garganta e bolhas dolorosas nas mãos, pés e boca.

As bolhas geralmente são pequenas e planas e podem se romper e formar crostas.

A HFMD é causada pelo enterovírus, um tipo de vírus que pode ser transmitido por contato direto com as bolhas, a saliva ou as fezes de uma pessoa infectada.

Câncer bucal

As lesões do câncer de boca podem se apresentar de diversas formas, como úlceras, manchas, inchaços, caroços ou nódulos, na boca ou na língua.

Como tratar lesão bucal

Como tratar lesão bucal

O tratamento para lesões bucais varia de acordo com a causa da lesão:

Aftas

As aftas cicatrizam geralmente por conta própria em um prazo de 1 a 2 semanas, para aliviar a dor e o desconforto, podem ser utilizados, anestésicos locais, em forma de gel, pomada ou spray.

Também pode ser feito o uso de enxaguantes bucais com clorexidina 0,12% ou água salgada morna (1/2 colher de chá de sal em 1 xícara de água morna).

Candidíase oral

O tratamento da candidíase oral é geralmente realizado com medicamentos antifúngicos, que podem ser em forma de pastilhas, suspensões orais ou géis para aplicar na boca.

Existem também medicamento em forma de comprimidos ou cápsulas para tomar por via oral.

Em casos mais graves, o antifúngico pode ser administrado por via intravenosa.

Se você realiza o uso de corticosteroides, informe ao seu médico, pois eles podem aumentar o risco de candidíase oral.

Herpes labial

Embora não exista uma cura para o herpes labial, o tratamento pode ajudar a aliviar os sintomas e reduzir o tempo de duração da infecção.

Os medicamentos antivirais são na forma de comprimidos, cápsulas ou creme tópico, que podem ser usados para reduzir a gravidade e a duração das crises.

Quando na forma de creme ou pomada, eles podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto das bolhas.

Aplicar compressas frias nas bolhas ajuda no alívio da dor e do inchaço.

Doença mão-pé-boca

Não existe tratamento específico para a HFMD.

O tratamento geralmente se concentra no alívio dos sintomas, como repouso, hidratação e o uso de medicamentos para aliviar a dor e a febre.

É crucial evitar o contato com pessoas doentes, lavar as mãos com frequência com água e sabão e desinfetar superfícies contaminadas com álcool 70%.

Lesões do câncer bucal

O tratamento para o câncer bucal depende do estágio da doença, da localização da lesão e da saúde geral do paciente.

As opções de tratamento podem incluir, cirurgia para a remoção da lesão.

Radioterapia para matar as células cancerosas e reduzir o tumor também pode ser indicada.

Pode ser solicitado que o paciente realize a quimioterapia para destruir as células cancerosas em todo o corpo.

E em alguns casos, a imunoterapia, que é um tratamento para auxiliar o sistema imunológico do próprio paciente a combater o câncer.

Em casos de câncer bucal, é importante consultar um médico oncologista para obter um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível.

Como se prevenir de lesão bucal

Embora não exista uma forma correta para a prevenção das lesões bucais, existem algumas atitudes que podem ser adotadas para diminuir o risco de contaminação.

Montamos uma lista para te mostrar quais são essas atitudes:

  • Evitar alimentos ácidos e picantes;
  • Controlar o estresse;
  • Fazer atividades que diminuam a ansiedade;
  • Usar as próteses dentárias bem ajustadas;
  • Fazer o controle correta das diabetes e de outras doenças crônicas;
  • Evitar contato direto com pessoas contaminadas;
  • Lavar as mãos com frequência;
  • Evitar compartilhar utensílios pessoais;
  • Desinfetar superfícies contaminadas;
  • Manter uma boa higiene bucal.

Também é de extrema importância fazer visitas frequentes ao dentista, dessa forma, se for observado alguma lesão bucal ou situação irregular, ele poderá te instruir e aconselhar com o melhor tratamento.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *