gengivoplastia antes e depois

Gengivoplastia antes e depois: descubra quais são os benefícios

A gengivoplastia é um dos principais procedimentos feitos em consultório odontológico.

No entanto, se trata de um tipo de procedimento cirúrgico, e que por ser um pouco mais complexo que os demais, acaba por fazer com que os seus efeitos e cuidados necessários em seu antes e depois sejam motivo de curiosidade ainda maior.

Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre a gengivoplastia, como ela funciona, indicações e informações sobre o seu antes e depois:

Gengivoplastia, o que é?

A gengivoplastia é um dos procedimentos odontológicos mais recorrentes, uma vez que trata problemas comuns como o sorriso gengival. No entanto, se trata de um procedimento cirúrgico, de maior complexidade e que requer maior atenção.

É muito comum que a técnica seja confundida com o procedimento de gengivectomia. Mas, mesmo com o nome semelhante, se tratam de técnicas distintas.

Como o próprio nome remete, o procedimento e questão é feito na extensão da gengiva, podendo ser feito com finalidade estética ou funcional.

Por meio da gengivoplastia, é removido o excesso de gengiva com bisturi, e com isso, reduzindo a altura do tecido ou promovendo o alinhamento do tecido gengival.

cirurgia gengivoplastia

Gengivoplastia antes e depois

Por meio da gengivoplastia, em um primeiro momento, é possível perceber um efeito positivo significativo na aparência do sorriso, graças a remodelação da gengiva, melhorando a autoestima do paciente.

Além da promoção de uma boca mais saudável por um menor grau de comprometimento da dentição e estrutura óssea.

Saiba mais sobre as vantagens da gengivoplastia:

Melhora da aparência do sorriso

Como dito, a aparência do sorriso é fortemente impactada pelo procedimento, fazendo com que o sorriso fique mais harmônico, com o melhor aspecto da gengiva e as correções de diferença de formas e tamanho de um dente para o outro, que estejam relacionadas a maior sobreposição de gengiva de um dente em relação a outro.

Vale ressaltar, que para que haja o benefício estético, o procedimento deve ser personalizado para cada um, fazendo com que seja possível valorizar a aparência natural de cada arcada dentária.

Preservação da saúde bucal

Considerando o benefício terapêutico provocado da gengivoplastia, por meio das correções de tamanho da gengiva é possível prevenir uma série de problemas bucais, uma vez que o excesso de gengiva, por exemplo, pode trazer prejuízos à higiene bucal.

O tecido gengival pode acabar por ser lesionado por conta da área ressaltada, o que facilita o acúmulo de resíduos na região e assim o desenvolvimento da placa bacteriana e de problemas como a cárie e futuramente a gengivite.

Gengivoplastia antes e depois, quais são os cuidados?

Assim como qualquer cirurgia plástica, para obter bons resultados e a recuperação da gengivoplastia ser tranquila, requer que o paciente siga os cuidados passados pelo dentista, que envolvem não só o pós-operatório, mas também o período antes da sessão.

Antes da gengivoplastia:

  1. Consulta prévia: Agende uma consulta com um dentista especializado em periodontia para discutir suas preocupações e expectativas em relação à cirurgia. O dentista irá avaliar sua condição bucal, realizar exames e radiografias se necessário, e explicar o procedimento em detalhes.
  2. Medicação e histórico médico: Informe o dentista sobre todos os medicamentos que você está tomando, incluindo prescrição médica, medicamentos de venda livre e suplementos. Também é importante fornecer informações sobre qualquer condição médica pré-existente ou alergias.
  3. Parar de fumar: Se você fuma, é recomendável parar de fumar antes da cirurgia, pois o tabagismo pode prejudicar a cicatrização e aumentar o risco de complicações.
  4. Higiene oral adequada: Mantenha uma rotina rigorosa de higiene oral, escovando os dentes com uma escova macia e usando fio dental regularmente. Isso ajuda a minimizar a presença de bactérias e promover uma recuperação mais rápida.

Após a gengivoplastia:

  1. Medicação prescrita: Siga as instruções do dentista em relação à medicação prescrita, como analgésicos ou antibióticos. Tome os medicamentos de acordo com as instruções e pelo tempo recomendado.
  2. Repouso e cuidados com a alimentação: Descanse adequadamente após a cirurgia e evite atividades físicas intensas por alguns dias. Adote uma dieta leve e evite alimentos duros ou picantes que possam irritar a gengiva em recuperação.
  3. Higiene oral suave: Continue escovando os dentes suavemente com uma escova macia, tomando cuidado para não escovar diretamente na área cirúrgica. Use um enxaguante bucal recomendado pelo dentista, se necessário. Evite usar fio dental na área tratada até que o dentista dê permissão.
  4. Evite irritantes orais: Evite alimentos ou bebidas quentes, picantes, ácidas ou irritantes, pois podem causar desconforto e irritação na área cirúrgica.
  5. Siga as instruções do dentista: É fundamental seguir todas as instruções pós-operatórias fornecidas pelo dentista. Isso inclui retornar para consultas de acompanhamento conforme agendado e relatar qualquer sintoma incomum, como sangramento excessivo, inchaço ou dor intensa.

Lembre-se de que essas são apenas diretrizes gerais e é importante seguir as instruções específicas fornecidas pelo seu dentista, pois cada caso pode ter recomendações personalizadas.

Como é feita a gengivoplastia?

Para a realização da gengivoplastia, o paciente fica sob efeito de anestesia, não proporcionando qualquer tipo de dor ou desconforto durante a cirurgia.

Vale considerar que a técnica do procedimento em questão pode variar de acordo com o problema a ser tratado.

Em casos em que será feita a remoção do excesso de gengiva, o cirurgião-dentista irá fazer cortes com o uso de um bisturi.

No entanto, em caso de retração gengival, em que há a perda de tecido na linha da gengiva e assim a exposição da raiz do dente, o dentista faz incisões na gengiva, deslocamento e remodelamento sobre os dentes. Casos mais graves podem exigir a realização de um enxerto gengival.

Para a finalização do procedimento, são feitas suturas no local, devendo o paciente ficar de repouso absoluto de um ou dois dias.

Para quem a gengivoplastia é indicada?

Os problemas que afetam a boca, nem sempre afetam diretamente aos dentes, considerando que a cavidade bucal também é formada por outras e diferentes estruturas e tecidos, como o gengival.

Entre os problemas que a gengivoplastia é capaz de tratar estão:

  • Sorriso gengival;
  • Retração gengival;
  • Gengivas grandes e desalinhadas;
  • Bolsas periodontais;
  • Sequelas de periodontite;
  • Problemas com implantes dentários;
  • Dentes fraturados;
  • Etc.

Para saber se a gengivoplastia é a melhor alternativa, no diagnóstico do problema, o dentista também irá considerar as contraindicações do procedimento.

Entre as contraindicações do problema estão: pacientes fumantes (devendo o paciente evitar o cigarro antes e depois do procedimento), que possuam algum problema de saúde bucal que possa acabar por prejudicar o resultado e a recuperação do problema (nesse caso, o problema deve ser tratado antes do dia da sessão do procedimento).

antes e depois gengivoplastia

Gengivoplastia e gengivectomia, quais as diferenças?

Como dito, é normal que o procedimento de gengivoplastia seja confundido com o de gengivectomia. Dessa forma, vale considerar as suas diferenças.

Enquanto na gengivectomia, o dentista realiza a remoção de apenas o excesso da gengiva ou faz a remodelação daquelas desalinhadas, por meio da gengivoplastia, além da remoção das gengivas, para que haja a correção do problema, também pode haver a remoção do osso, que envolve as raízes dentárias.

Com isso, a gengivoplastia é a indicação para casos mais complexos de problemas de alinhamento, como o sorriso gengival. Por conta disso, requer um pós-operatório mais cuidadoso e um período de recuperação mais prolongado.

Outra diferença é que enquanto a gengivoplastia é mais ligada a procedimentos estéticos, a gengivectomia vai mais na solução terapêutica, removendo o tecido gengival doente ou inflamado.

LEIA TAMBÉM: Gengivoplastia valor: tudo sobre e quanto custa!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Uma visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *