paciente com a garganta inflamada

Garganta inflamada: veja as principais causas e como tratar!

A garganta inflamada é um sintoma bastante incômodo e que geralmente ocorre por conta de infecções na garganta, como gripes e resfriados.

Para saber mais a respeito desta condição, continue acompanhando o artigo abaixo:

O que é garganta inflamada?

A inflamação consiste em uma resposta do organismo quando identifica a presença de um agente invasor.

Esta reação consiste no dilatamento dos vasos sanguíneos, o que contribui para um maior fluxo de sangue e consequentemente auxilia o transporte dos glóbulos brancos responsáveis por combater o invasor.

Logo, a garganta inflamada é um sintoma que surge quando há a inflamação da garganta do paciente, podendo ser causado por vários motivos e também pode afetar pacientes de qualquer idade.

Sendo assim, a garganta inflamada não é uma doença, mas sim um sinal de que há algo de errado com seu organismo.

paciente sentindo os sintomas de garganta inflamada

O que causa a garganta inflamada?

Assim como foi dito anteriormente, a garganta inflamada não é uma doença, mas sim um sintoma relacionado a outras condições que podem afetar o organismo.

Sendo assim, confira quais são as principais causas desta condição:

Gripes e resfriados

Correspondem a infecções do sistema respiratório que são bastante comuns, sendo a gripe mais severa que o resfriado, no entanto, ambas podem provocar a inflamação da garganta.

Dentre os sintomas provocado por essas condições podemos citar:

  • Tosse;
  • Inflamação da garganta;
  • Coriza;
  • Febre;
  • Indisposição.

O diagnóstico desta condição pode ser feito por meio da identificação dos sintomas, no entanto, para a confirmação é importante que o paciente consulte-se com um profissional.

Para prevenir-se da gripe, o paciente pode vacinar-se anualmente durante a campanha de vacinação contra a gripe e ambas as condições podem ser prevenidas a partir da higienização das mãos e ao evitar o contato com pessoas contaminadas.

Infecções da garganta

As infecções da garganta, como amigdalite, esofagite e faringite, são condições bastante incômodas e que podem ser provocadas tanto por vírus quanto por bactérias.

Os sintomas mais comuns relacionados a essas condições são a vermelhidão, a irritação e dor na garganta, febre, tosse e o surgimento de placas brancas quando é provocada por bactérias.

O diagnóstico desta condição é feito por um médico por meio de uma avaliação da garganta, mas também pode ser necessário realizar alguns exames de cultura para identificar o vírus ou bactéria causadora.

Quais são os fatores de risco?

A inflamação da garganta é provocada por outras condições, geralmente derivadas de infecções por bactérias ou vírus.

Sendo assim, um dos principais é a baixa na imunidade, visto que ela acaba tornando o corpo vulnerável para diversos microrganismos.

Outro fator de risco é a mudança climática, visto que o ambiente mais seco pode acabar ressecando a garganta, tornando-a mais vulnerável a bactérias e vírus.

O refluxo gastroesofágico também é um fator de risco, visto que o retorno do ácido estomacal pode acabar agredindo a garganta do paciente, deixando-a mais vulnerável.

O baixo consumo de água também é um fator que pode resultar na vulnerabilidade da garganta, pois isso acaba interferindo em sua hidratação, deixando-a ressecada.

Além disso, crianças também tendem a ser mais suscetíveis a sofrer com este sintoma por possuírem um sistema imune mais fraco.

Quais são os sintomas mais comuns da garganta inflamada?

A garganta inflamada é um sintoma bastante comum quando se trata de infecções do trato respiratório, no entanto, você sabe como ela surge?

Veja quais são os principais sinais da inflamação da garganta:

  • Inchaço;
  • Vermelhidão;
  • Irritação;
  • Sensação de garganta quente;
  • Coceira;
  • Rouquidão;
  • Dor;
  • Tosse;
  • Pigarro;
  • Febre;
  • Perda de apetite;
  • Dificuldade para engolir;
  • Halitose.

Como diagnosticar a garganta inflamada?

A identificação da garganta inflamada pode ser feita através da percepção dos sintomas pelo próprio paciente, ou seja, quando o paciente notar a presença de algum desses sintomas ele pode suspeitar da inflamação.

No entanto, para confirmar o diagnóstico, é recomendado procurar um profissional para que a avaliação possa ser feita de forma mais precisa.

Dessa forma, ele também será capaz de avaliar o que está provocando essa inflamação e indicar o melhor tratamento.

paciente tomando remédio para garganta inflamada

O que é bom para garganta inflamada?

Assim como foi dito anteriormente, ela é um sintoma bastante incômodo, o que pode levar o paciente a procurar formas de aliviá-la. Sendo assim, confira o que é bom para a garganta inflamada:

Remédio para garganta inflamada

Essa condição geralmente é provocada pela ação de vírus e bactérias, o que faz com que muitas vezes ao procurar um profissional ele receite algum remédio.

Logo, após realizar o diagnóstico, o profissional pode receitar ao paciente alguns remédios responsáveis por aliviar os sintomas e contribuir para a recuperação.

Dentre os medicamentos que podem ser receitados estão:

  • Analgésicos: para aliviar a dor e os incômodos;
  • Anti-inflamatório: para auxiliar a controlar o processo inflamatório e reduzir o inchaço, como nimesulida;
  • Antibióticos: são utilizados para combater a causa da garganta inflamada, quando esta é provocada por bactérias;
  • Antialérgicos: podem ser utilizados quando ela é derivada de reações alérgicas, como alergia por pólen e ácaros.

No entanto, é importante lembrar que a automedicação é contraindicada e que estes medicamentos só devem ser consumidos caso sejam receitados por um profissional

Remédio caseiro para garganta inflamada

Existem alguns remédios caseiros que são bastante eficazes no alívio dos sintomas e melhora na velocidade de recuperação.

A eficácia desses medicamentos se deve ao fato de possuírem ótimas propriedades antissépticas, anti-inflamatória ou contribui para a melhora da imunidade.

Dentre estes tratamentos alternativos podemos citar:

  • Gargarejo com água morna e sal;
  • Chá de gengibre;
  • Gargarejo de chá de casca de romã;
  • Chá de maçã com canela;
  • Gargarejo de água morna e bicarbonato de sódio;
  • Chá de hortelã;
  • Nebulização;
  • Chá de gengibre;
  • Solução de vinagre de maçã e água;
  • Chá de limão com mel;
  • Chá de raiz de alcaçuz
  • Chá de gengibre, limão e mel;
  • Chá de alho;
  • Chá de camomila;
  • Mascar cravo-da-Índia;
  • Chá de noz-moscada;
  • Chá de orégano com limão.

Além disso, é recomendado que o paciente que está com a garganta inflamada evite expor sua garganta a temperaturas muito baixas, tome bastante líquido, repouse e evite ingerir alimentos muito frios ou muito quentes.

Como prevenir?

A garganta inflamada é um sintoma que geralmente se deriva de alguma infecção que possa afetar a garganta do paciente. Por conta disso, para se prevenir desta condição o paciente deve:

  • Evitar ambientes muito frios;
  • Beber bastante líquido ao decorrer do dia;
  • Manter uma dieta balanceada para manter seu sistema imune sempre fortalecido;
  • Evitar ambientes muito secos e se possível utilizar um umidificador para umedecer o ambiente.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

As visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *