DTM

DTM: o que é, sintomas, como identificar e tratamento

Os problemas na articulação temporomandibular, também conhecida como ATM, são conhecidos como DTM (disfunção temporomandibular).

Para saber mais a respeito deste assunto continue acompanhando o artigo abaixo:

O que é DTM?

DTM ou disfunção temporomandibular é o nome dado a quaisquer tipos de problemas que afetem a articulação temporomandibular.

Esse problema é bastante comum e geralmente os sintomas iniciais são bastante brandos, no entanto, quando ela é ignorada no estágio inicial, ela pode acabar se tornando bastante incômoda para o paciente.

São alguns dos sintomas mais comuns desta condição a dor de cabeça, estalos na hora de abrir e fechar a boca e dor na articulação temporomandibular.

Além disso, essa condição pode afetar pessoas de qualquer faixa etária ou qualquer sexo.

Tipos de DTM

Apesar de se tratar de um problema relacionado a ATM, ela possui diferentes tipos que são classificados de acordo com o local afetado.

Confira os principais tipos de DTM:

  • Muscular, que ocorre quando há um excesso de tensão nos músculos responsáveis pelo abrir e fechar da boca;
  • Articular, acontece quando há um excesso de tensão na articulação que pode ocorrer tanto por impacto quanto por algum problema degenerativo, como a artrite;
  • Mista, é o nome dado quando a DTM ocorre por uma junção de problemas na articulação e na musculatura.

Qual a diferença entre DTM e ATM?

Apesar de serem siglas parecidas, a DTM e a ATM são duas coisas diferentes, no entanto, ambas estão relacionadas uma com a outra.

ATM diz respeito à articulação temporomandibular, ou seja, a articulação responsável pelos movimentos da mandíbula.

Já DTM é a disfunção da articulação temporomandibular, ou seja, ela diz respeito aos problemas que afetam a ATM.

O que causa a DTM?

A DTM é uma complicação que pode ser causada por diversos motivos, o que faz com que seja necessário fazer um acompanhamento para avaliar o motivo.

No entanto, assim como dito acima, há uma série de razões pelas quais esse problema pode se desenvolver, sendo as principais:

  • Impactos na mandíbula;
  • Má postura;
  • Hereditariedade;
  • Hábitos parafuncionais, como roer as unhas e morder objetos;
  • Problemas no sono;
  • Artrite na articulação temporomandibular;
  • Bruxismo;
  • Alguns casos de má-oclusão.

Sintomas da DTM

DTM é o nome dado ao problema que afeta a articulação temporomandibular e pode acabar provocando vários sintomas nos quais alguns acabam não tendo muito a ver com a articulação em si.

Confira os principais sintomas da DTM:

  • Inchaço na região da boca;
  • Trismo;
  • Dor orofacial;
  • Estalos ao movimentar a boca;
  • Dor de cabeça e no pescoço.

Quando a DTM é grave?

Apesar de que inicialmente ela parece ser uma condição inofensiva, no entanto, ignorá-la em seu início pode fazer com que ela se torne um problema grave e, em alguns casos, irreversível.

É possível saber que ela está em um estágio grave quando surge algum problema degenerativo na articulação ou problemas de dor crônica.

Dessa forma, é importante procurar atendimento ao perceber quaisquer um dos sintomas iniciais, pois assim será possível avaliar a causa e iniciar o tratamento, prevenindo que ela evolua.

Como identificar?

A identificação da DTM é feita através da percepção do surgimento dos sintomas, desse modo, quando o paciente identificar algum dos sintomas, é importante que ele procure atendimento profissional.

Através do atendimento especializado, o profissional poderá solicitar a realização de alguns exames para identificar DTM, como:

  • Raio X panorâmico;
  • Tomografia computadorizada;
  • Artografia;
  • Ressonância magnética.

Esses exames podem ser solicitados individualmente ou em conjunto, variando de acordo com o julgamento do profissional.

Além disso, mesmo ao identificar a condição, o profissional pode solicitar o acompanhamento para monitoramento dos sintomas e avaliar se está piorando ou melhorando com o tratamento.

Como é feito o tratamento

Como é feito o tratamento?

O tratamento da DTM pode ser realizado de diferentes maneiras, nos quais todas visam controlar essa condição e oferecer uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Confira quais são as principais formas de tratamento:

Fisioterapia

O tratamento fisioterapêutico da disfunção temporomandibular se baseia em técnicas de reeducação alimentar e reabilitação do sistema mastigatório.

Ele pode ser feito através de uma eletrotermofototerapia, assim como o uso de massagens intra e extra-oral, bem como massagens cervicais

Laserterapia

A laserterapia feita dessa forma consiste na utilização de um laser de baixa potência que ajuda a controlar a inflamação, os espasmos, melhorar a microcirculação periférica, reparo dos tecidos e contribuir para a abertura total da boca.

Ultrassom

Esse tratamento consiste no uso de um ultrassom para promover um controle da inflamação, melhora da circulação local e redução da dor.

No entanto, esse tipo de tratamento não deve ser utilizado em pacientes que possuem implantes e/ou restaurações metálicas.

Placa miorrelaxante

A placa miorrelaxante, conhecida como placa de bruxismo, também pode ser utilizada para o tratamento da DTM quando esta é causada pelo bruxismo, pois ela contribui para a redução do ranger e apertar de dentes, aliviando assim a pressão na articulação temporomandibular.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por oferecer ao dentista a oportunidade de identificar o problema da DTM com maior facilidade.

Dessa maneira, com a identificação precoce o dentista pode iniciar o tratamento mais cedo, oferecendo assim uma chance maior de solucionar o problema.

Elas também garantem que seja possível identificar e tratar possíveis problemas bucais, como a cárie e o tártaro.

Também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Portanto, uma visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *