mulher sentindo dor na gengiva

Dor na gengiva: O que pode ser? Veja os tratamentos aqui!

As gengivas desempenham um papel fundamental na saúde bucal, servindo como uma barreira protetora para os tecidos e estruturas dentárias subjacentes.

Além disso, elas são essenciais para a estética do sorriso e podem indicar sinais de saúde ou problemas dentários. 

Neste texto, exploraremos a importância da gengiva, os problemas comuns que podem afetá-las e como manter uma gengiva saudável para promover uma boa saúde bucal e como tratar a dor na gengiva e sanar a principal dúvida: porque a gengiva dói?

Dor na gengiva

A dor na gengiva pode ser um sintoma alarmante que pode indicar uma série de problemas bucais. Geralmente, a dor na gengiva está associada a condições como gengivite e infecções bacterianas.

A gengivite é uma inflamação da gengiva causada pela placa bacteriana, resultando em vermelhidão, inchaço e sangramento. Se não tratada, pode progredir para periodontite, uma condição mais grave que afeta os tecidos de suporte dos dentes.

Infecções bacterianas na gengiva podem levar a abscessos, que são bolsas de pus dolorosas que requerem tratamento imediato. Traumas na gengiva, seja devido a escovação agressiva, uso de palitos de dente ou aparelhos ortodônticos, também podem resultar em dor e desconforto.

Para aliviar a dor na gengiva, é importante manter uma boa higiene bucal, incluindo escovação regular, uso de fio dental e enxaguante bucal.

Além disso, consultar um dentista é fundamental para determinar a causa subjacente da dor e receber o tratamento apropriado. Ignorar a dor na gengiva pode levar a complicações mais graves e até mesmo à perda dentária, portanto, é essencial buscar atendimento odontológico assim que possível.

O que pode ser?

mulher sentindo dor na gengiva, gengiva vermelha e inchada

Veja agora as possíveis causas da dor na gengiva!

Gengivite

A gengivite é uma condição comum que afeta a saúde das gengivas, caracterizada pela inflamação e irritação dos tecidos gengivais.

Geralmente é causada pela acumulação de placa bacteriana ao longo da linha da gengiva devido a uma higiene bucal inadequada. Os sinais e sintomas da gengivite incluem gengiva sensível, vermelha e inchadas, além de sangramento durante a escovação ou o uso do fio dental.

Embora a gengivite seja reversível e possa ser tratada com medidas simples de higiene bucal, como escovação regular, uso de fio dental e enxaguante bucal antisséptico, se não for tratada adequadamente, pode evoluir para uma forma mais grave de doença periodontal, conhecida como periodontite.

A periodontite pode causar danos aos tecidos de suporte dos dentes e eventual perda dentária.

Além da higiene bucal adequada, outros fatores de risco para o desenvolvimento de gengivite incluem tabagismo, diabetes, gravidez, estresse e certos medicamentos.

Periodontite

A periodontite é uma condição mais avançada da doença periodontal, que afeta os tecidos de suporte dos dentes, incluindo osso alveolar e ligamento periodontal.

É causada pela inflamação crônica das gengivas devido à presença prolongada de placa bacteriana e tártaro ao redor dos dentes.

Os sintomas da periodontite incluem dor na gengiva, gengivas vermelhas, inchadas e sensíveis, sangramento durante a escovação ou uso do fio dental, mau hálito persistente, gosto desagradável na boca, retração gengival, sensibilidade aumentada nos dentes e mobilidade dentária.

Se não tratada, a periodontite pode levar à perda óssea e à formação de bolsas periodontais, onde as bactérias se acumulam e causam danos adicionais aos tecidos periodontais. Isso pode resultar na perda dos dentes afetados.

O tratamento da periodontite geralmente envolve uma combinação de raspagem e alisamento radicular para remover o acúmulo de placa bacteriana e tártaro, terapia antibiótica local ou sistêmica, cirurgia periodontal para reduzir bolsas periodontais profundas e, em casos avançados, cirurgia para regeneração óssea ou enxertos gengivais.

Traumas

Traumas na gengiva podem ocorrer devido a uma variedade de razões, incluindo lesões físicas, escovação agressiva ou uso incorreto do fio dental. A gengiva machucada pode causar dor, inchaço e sangramento. 

Escovar os dentes com muita força ou usar uma escova de cerdas duras pode irritar e traumatizar a gengiva, levando a sintomas como sangramento e sensibilidade.

O uso incorreto do fio dental, como movimentos bruscos ou aplicação excessiva de pressão, pode ferir e causar sangramento e dor na gengiva.

É importante tratar adequadamente os traumas na gengiva para prevenir complicações e promover a cicatrização. Isso pode incluir enxágues com água morna e sal para aliviar a dor e reduzir a inflamação, evitar alimentos e bebidas quentes ou condimentados que possam irritar a área afetada.

Nascimento de siso

Dente siso nascendo pode causar dor na gengiva. Isso ocorre porque os dentes do siso, ou terceiros molares, muitas vezes emergem parcial ou completamente na gengiva, o que pode causar desconforto e dor. Essa dor é frequentemente acompanhada de inchaço na gengiva, vermelhidão e sensibilidade na área afetada.

O processo de erupção dos dentes do siso pode ser especialmente desconfortável se houver falta de espaço na boca para que eles se posicionem corretamente. Isso pode resultar em impactação, onde os dentes do siso ficam presos parcialmente na gengiva ou no osso adjacente, causando pressão e dor.

Além disso, a inflamação da gengiva ao redor do dente em erupção, conhecida como pericoronarite, também pode ocorrer, exacerbando a dor e o desconforto.

Como prevenir a dor na gengiva

mulher usando fio dental de forma correta

Para prevenir a dor na gengiva, é essencial manter uma boa higiene bucal, incluindo:

  • Escovação: escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia, utilizando uma escova de cerdas macias e creme dental com flúor. Faça movimentos suaves e circulares para remover a placa bacteriana e os resíduos de alimentos.
  • Uso do fio dental: use o fio dental diariamente para remover a placa bacteriana e os restos de alimentos que podem se acumular entre os dentes e ao longo da linha da gengiva.
  • Enxaguante bucal: utilize um enxaguante bucal antisséptico após a escovação e o uso do fio dental para ajudar a reduzir a quantidade de bactérias na boca e prevenir a gengivite.
  • Alimentação saudável: consuma uma dieta equilibrada, rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras. Evite alimentos açucarados e ricos em amido, que podem contribuir para o acúmulo de placa bacteriana.
  • Evite fumar: o tabagismo pode aumentar o risco de desenvolver doenças gengivais e retardar o processo de cicatrização da gengiva.

Tratamentos eficazes para aliviar dor na gengiva

mulher usando compressa fria para amenizar dor na gengiva

O tratamento da dor na gengiva depende da causa subjacente. Enxaguantes bucais: Enxaguantes bucais antissépticos podem ajudar a reduzir a dor e o inchaço nas gengivas. Escolha um enxaguante sem álcool para evitar ressecamento adicional.

Compressas frias: aplicar uma compressa fria sobre a área afetada pode proporcionar alívio temporário da dor e reduzir o inchaço.

Analgésicos: medicamentos de venda livre, como ibuprofeno ou paracetamol, podem ajudar a aliviar a dor associada à inflamação das gengivas. Sempre siga as instruções do rótulo e consulte um profissional de saúde antes de usar qualquer medicação.

É importante buscar orientação de um profissional de saúde bucal para determinar a causa exata da dor na gengiva e receber o tratamento adequado.

Hábitos para manter a gengiva saudável

mulher feliz com a boca saudável

Manter a gengiva saudável é crucial para garantir uma boa saúde bucal, não só das gengivas mas da boca inteira. Veja abaixo alguns hábitos importantes que você pode adotar para promover a saúde bucal e não sofrer mais com dor na gengiva!

  • Escovação adequada: escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia com uma escova de cerdas macias. Faça movimentos suaves e circulares, garantindo que a escova alcance a linha da gengiva para remover a placa bacteriana.
  • Uso do fio dental: use o fio dental diariamente para remover resíduos de alimentos e placa bacteriana entre os dentes e ao longo da linha da gengiva, onde a escova não alcança.
  • Enxaguante bucal: utilize um enxaguante bucal antisséptico para ajudar a reduzir as bactérias na boca e prevenir doenças gengivais. Escolha um enxaguante sem álcool para evitar o ressecamento da mucosa bucal.
  • Alimentação equilibrada: consuma uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras. Evite alimentos açucarados e ricos em amido, que podem contribuir para o acúmulo de placa bacteriana.
  • Evitar o tabagismo: o tabagismo é um importante fator de risco para doenças gengivais, portanto, evite fumar e evitar o uso de produtos de tabaco.
  • Consultas regulares ao dentista: realize consultas odontológicas de rotina a cada seis meses ou conforme recomendado pelo seu dentista. Ele poderá identificar precocemente problemas na gengiva e fornecer orientações personalizadas para manter a saúde gengival.

Ao incorporar esses hábitos à sua rotina diária, você estará ajudando a manter sua gengiva saudável e prevenir problemas bucais no futuro.

LEIA TAMBÉM: Bolha na gengiva? Saiba o que pode ser e veja 4 tratamentos!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal e prevenir problemas, como o dente inflamado e outros.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *