mulher sentindo dor de garganta

A dor de garganta afeta a saúde bucal? Tire as dúvidas aqui!

Com toda certeza, você já teve aqueles dias em que já sentiu um grande desconforto na garganta, seja ao engolir um líquido ou alimento, ao falar e até mesmo sem realizar nenhum movimento.

É como se sua garganta estivesse te lembrando sem parar de sua presença, de uma forma muito nada agradável.

A dor de garganta pode transformar momentos como uma refeição ou uma conversa, em experiências dolorosas e desanimadoras.

Mas, como em outras situações, nós podemos encontrar maneiras de lidar com a dor de garganta, fazendo um chá, gargarejos ou seguindo o tratamento indicado pelos médicos.

E à medida que nos recuperamos, podemos ver a importância de cuidar de nossa saúde geral e bucal. 

Quer saber como melhorar a dor de garganta? No texto abaixo, acompanhe as principais informações sobre a dor de garganta e saiba o que essa condição tem a ver com a saúde e higiene bucal!

Sintomas da dor de garganta

mulher tossindo com sintomas de dor de garganta

Separamos alguns sintomas mais comuns quando se tem dor de garganta para que você possa se informar. 

Mas preste atenção aos sintomas e se a dor de garganta permanecer busque orientação médica, especialmente se estiver associada a outros sintomas preocupantes.

Veja agora os sintomas!

Dor ao engolir: a dor ao engolir é um dos sintomas mais comuns e característicos da dor de garganta, ela pode variar de leve a intensa e pode piorar ao comer alimentos duros, beber ou falar.

Irritação ou coceira na garganta: antes que a dor se torne muito forte, algumas pessoas podem ter a sensação de irritação ou coceira na garganta, como se algo estivesse arranhando ou incomodando.

Sensação de garganta seca: é possível que você sinta a garganta coçando, seca e áspera, principalmente ao acordar de manhã ou em ambientes com falta de ventilação natural ou com ar muito seco.

Garganta vermelha e inflamada: a garganta inflamada geralmente desenvolve uma certa vermelhidão, na parte de trás da garganta e nas amígdalas, em casos de amigdalite.

Inchaço: os gânglios linfáticos podem ficar inchados e sensíveis ao toque devido à resposta do sistema imunológico à infecção na garganta.

Febre: em casos de infecções bacterianas ou virais mais graves, pode gerar febre, geralmente acompanhada de outros sintomas, como calafrios e fadiga.

Tosse: em alguns casos, a dor de garganta pode estar acompanhada de tosse seca, ainda mais quando tem inflamação na parte posterior da garganta ou irritação das vias aéreas.

Rouquidão ou mudança na voz: a inflamação na garganta pode afetar as até as cordas vocais, levando a rouquidão ou mudanças na voz.

Esses sintomas podem variar dependendo da causa da dor de garganta. 

Não sabe quais são as principais causas? Veja a seguir!

O que causa dor de garganta?

médico avaliando garganta de criança

Por mais que a dor de garganta seja vista como uma simples irritação passageira, ela pode ser sintoma de uma variedade de condições, desde infecções virais e bacterianas até alergias.

Agora veremos as possíveis causas por trás desse desconforto. Vamos destacar os fatores que podem provocar a dor na garganta e logo após os tratamentos para aliviar e tratar esses sintomas.

As principais causas da dor de garganta são:

  • Infecções virais;
  • Infecções bacterianas;
  • Alergias;
  • Irritantes ambientais;
  • Refluxo ácido;
  • Fumar;
  • Garganta seca;
  • Uso excessivo da voz;
  • Trauma físico.

Os vírus são a causa mais comum da dor de garganta, podendo ser o resfriado comum e a gripe. Outras infecções virais, como o vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose) e o vírus da herpes simplex, também podem causar dor de garganta.

Algumas bactérias podem infectar a garganta e causar dor intensa, como Streptococcus pyogenes, que é responsável pela faringite estreptocócica.

Reações alérgicas a pólen, poeira, mofo, pelos de animais e outros alérgenos também podem causar irritação na garganta, levando à dor, assim como fumar, poluição do ar, ar seco e exposição a produtos químicos.

A garganta pode ficar seca devido à respiração pela boca, desidratação ou exposição prolongada a ambientes secos.

Gritar e cantar por longos períodos ou falar muito alto também pode causar irritação na garganta e dor.

As lesões na garganta, como queimaduras ou ferimentos podem causar dor e desconforto.

Identificar a causa por trás da dor de garganta é o primeiro passo para determinar o tratamento adequado. 

Em casos de dor de garganta persistente, severa ou acompanhada por febre alta, dificuldade para engolir ou respirar, é recomendável procurar orientação médica.

Dor de garganta x saúde bucal

dentista avaliando garganta de idosa

A relação entre dor de garganta e saúde bucal é mais complicada do que as pessoas imaginam.

Por mais que a dor de garganta possa ser atribuída a várias causas como vimos, muitas vezes, ela está ligada à saúde bucal inadequada.

A cavidade bucal é como a porta de entrada para muitas infecções, e a garganta não é uma exceção. 

A má higiene bucal pode levar ao acúmulo de bactérias e germes na boca, o que pode agravar o desenvolvimento de infecções que podem se espalhar para a garganta.

Por exemplo, a cárie afeta a estrutura dos dentes, criando espaços onde as bactérias podem se acumular e se espalhar. Se essas bactérias se infiltram nos tecidos moles da garganta, podem causar inflamação e dor.

Assim também é a doença gengival, que é causada pelo acúmulo de placa bacteriana ao longo da linha da gengiva, que pode danificar os tecidos gengivais e gerar uma via direta para as bactérias atingirem a garganta.

Algumas outras condições como amigdalite ou infecções nos dentes do siso, podem causar dor de garganta. As amígdalas sofrem com infecções, ainda mais em casos de acúmulo de bactérias.

A dor de garganta também pode afetar a saúde bucal, quando a garganta está inflamada e dolorida, engolir pode se tornar uma tarefa difícil e dolorosa, o que pode levar à desidratação e à redução da saliva. 

A saliva tem um papel importante na proteção dos dentes contra cáries, ajudando a neutralizar ácidos e a remover pequenas partes de alimentos e bactérias.

Então, é evidente que existe uma conexão íntima entre a saúde bucal e a dor de garganta. 

Não se esqueça que manter uma boa higiene bucal, incluindo escovação regular, uso do fio dental e visitas frequentes ao dentista, é essencial não apenas para prevenir problemas dentários.

Mas também para diminuir o risco de desenvolver dores de garganta relacionadas à saúde bucal. 

Tratamentos para dor de garganta

mulher tomando chá para dor de garganta

Existem vários tratamentos eficazes para dor de garganta, eles podem ser feitos de forma caseira ou médicos. 

Separamos cinco opções que são fáceis e acessíveis. Veja agora e se livre da dor de garganta!

Tratamentos caseiros

  1. Gargarejo com água salgada: misture 1 colher de chá de sal em um copo de água morna e faça gargarejos várias vezes ao dia. Isso ajudará a reduzir a dor e a inflamação na garganta.
  2. Chá de ervas: beba chás de ervas quentes, como camomila, gengibre ou menta, elas podem proporcionar alívio temporário da dor de garganta, e ajudar a relaxar e hidratar a garganta.
  3. Compressas quentes: aplique uma compressa quente na parte externa do pescoço, elas podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto causados pela dor de garganta, reduzindo a inflamação.

Tratamentos médicos

  1. Analgésicos e anti-inflamatórios: medicamentos de venda livre, como ibuprofeno (Advil, Motrin) ou paracetamol (Tylenol), irão ajudar a reduzir a dor e a inflamação causadas pela dor de garganta.
    Os anti-inflamatórios também podem ser prescritos pelo médico em casos de muita dor.
  2. Antibióticos: se a dor de garganta for causada por uma infecção bacteriana, como faringite, o médico pode prescrever antibióticos para tratar a infecção.

Siga as instruções do médico e complete todo o tempo de tratamento, mesmo que os sintomas melhorem antes.

Embora esses tratamentos possam aliviar temporariamente a dor de garganta, é importante consultar um médico se os sintomas persistirem por mais de alguns dias.

O médico irá realizar uma avaliação completa e recomendar o tratamento mais apropriado com base na causa principal da dor de garganta.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal e prevenir problemas, como o dente inflamado e outros.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *