Homem com gengiva sangrando por causa da doença periodontal

Doença periodontal: o que é, causas, sintomas e tratamento!

A doença periodontal é um problema que atinge os tecidos periodontais, ou seja, a gengiva, o osso alveolar e o ligamento periodontal.

Neste artigo, falaremos mais a respeito da doença periodontal, o que causa, sintomas e muito mais, confira:

O que é doença periodontal?

A doença periodontal ou periodontite corresponde a qualquer tipo de complicação que é capaz de afetar o periodonto do paciente, que corresponde a gengiva, o osso alveolar e ao ligamento periodontal.

Geralmente a doença periodontal é provocada pela ação de bactérias acumuladas sobre os dentes, abaixo da linha ou próximo à da gengiva.

Ela é responsável por provocar o surgimento de inúmeros sintomas, como dores e halitose, além de também poder causar a perda dentária.

Ilustração representando infestação de bactérias ao redor do dente por conta de fendas na gengiva

O que causa a doença periodontal?

A doença periodontal geralmente ocorre por conta do acúmulo de bactérias abaixo ou próximo a linha dos dentes.

Isso geralmente ocorre por conta da placa bacteriana e do tártaro, que, quando não são removidos, podem provocar vários problemas por conta da ação das bactérias presentes neles.

As bactérias presentes neles liberam uma espécie de ácido quando digerem partículas de alimentos, liberam uma espécie de ácido que agride o tecido gengival, fazendo com que ele fique inflamado e irritado.

Além disso, existem alguns fatores de risco que são responsáveis por contribuir para o surgimento da doença periodontal. São eles:

  • Alguns medicamentos que afetam a flora bucal, como antidepressivos e anticoncepcionais, podem deixar o paciente mais suscetível à doença periodontal e também atrapalhar no seu processo de cura;
  • Imunidade baixa, especialmente em casos de quimio e radioterapia, visto que o sistema imune do paciente demora mais para responder a processos infecciosos;
  • Diabetes, visto que essa condição dificulta a cicatrização, causa alterações na circulação e a queda da imunidade, contribuindo para a vulnerabilidade do paciente;
  • Cigarros, pois seu consumo reduz a vascularização e oxigenação das células, além de também contribuir para o surgimento do tártaro, dificultar a cicatrização e reduzir a produção de saliva;
  • Déficit nutricional, afeta o sistema imunológico do paciente pois abaixa os nutrientes necessários para o bom funcionamento do sistema imune;
  • Má higienização bucal, pois contribui para o acúmulo da placa bacteriana na superfície dos dentes, contribuindo assim para a formação do tártaro;
  • Não realização das visitas regulares ao dentista, visto que é por meio delas que conseguimos remover o tártaro dos dentes;
  • Má-oclusão, pois os dentes tortos contribuem para o acúmulo de partículas de alimentos e dificultam sua higienização.

Ilustração mostrando as fases da doença periodontal

Sintomas da doença periodontal

A doença periodontal consiste em quaisquer complicações que afetam o periodonto do paciente, sendo assim, confira quais são os principais sintomas que podem indicar a presença da doença periodontal:

  • Placa bacteriana e tártaro na superfície dos dentes, especialmente próximo a linha da gengiva;
  • Inchaço, vermelhidão e/ou sangramento gengival;
  • Retração gengival;
  • Halitose;
  • Gosto ruim na boca;
  • Amolecimento dentário.

Sendo assim, ao notar a presença de qualquer um desses sintomas é recomendado que o paciente consulte-se com um profissional para uma avaliação de sua saúde periodontal.

Complicações provocadas pela doença periodontal

A doença periodontal pode causar alguns problemas que são bastante clássicos da doença, como sangramentos da gengiva, mau hálito, gosto ruim na boca e retração gengival.

No entanto, quando a periodontite não é tratada, ela pode levar ao surgimento de problemas mais graves, como a perda dos dentes ou o comprometimento do osso alveolar.

Isso mostra a importância de se identificar e iniciar o tratamento o mais rapidamente possível, pois dessa forma é possível  prevenir as complicações.

Como identificar a doença periodontal?

A doença periodontal pode ser identificada a partir de uma avaliação clínica, onde o profissional analisará o periodonto e dos dentes do paciente para procurar por sinais de complicações.

Além da avaliação clínica, o profissional também pode solicitar a realização de um raio-X de dente para verificar qual a extensão do problema.

Paciente mulher em consultório odontológico com mão no rosto por conta da dor

Tratamento

O tratamento da doença periodontal tende a variar de acordo com o estágio em que a doença se encontra, no entanto, a fase inicial do tratamento geralmente é similar, visto que consiste na remoção da placa bacteriana e do tártaro dos dentes.

Essa raspagem é feita durante a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes. Ela se inicia com uma avaliação clínica, que permite ao profissional identificar os focos de tártaro.

Logo em seguida o profissional inicia o procedimento de remoção de tártaro, que pode ser feito através de um dispositivo de ultrassom ou do uso de uma cureta manual.

Assim que todo o tártaro é removido, o profissional faz a limpeza dos dentes com um jato de água com bicarbonato, seguido da higienização com o fio dental.

No entanto, a remoção dos agentes responsáveis por causar essa complicação nem sempre dá certo, visto que em alguns casos é necessário tratar as bactérias através do uso de algum medicamento ou outro tipo de tratamento capaz de controlar o problema.

Sendo assim, é importante consultar-se com um profissional, visto que ele será capaz de realizar a profilaxia e indicar qualquer outro procedimento que seja necessário realizar.

Prevenção

Assim como foi visto anteriormente, a doença periodontal é provocada pela ação de bactérias acumuladas na forma de tártaro e placa bacteriana próximo a linha da gengiva.

Sendo assim, para prevenir a doença periodontal é importante prevenir o tártaro e a placa bacteriana. Logo, é importante que o paciente mantenha um bom cuidado de higiene bucal.

A partir da boa higienização bucal é possível remover a placa bacteriana da superfície dos dentes e evitar a formação do tártaro.

Além disso, também é importante que o paciente mantenha uma dieta saudável e balanceada e também evite o consumo de cigarros.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *