paciente segurando seu dente siso

Dente siso: o que é, quando nasce e complicações que causa!

O dente siso é o último dente a surgir na arcada dentária e isto pode acabar fazendo com que ele provoque complicações bucais.

Para conferir maiores informações a seu respeito, continue acompanhando o artigo abaixo:

O que é siso?

O dente siso, também conhecido como terceiro molar, é o último dente a nascer na arcada dentária e em alguns casos o paciente pode nem possuí-lo.

Geralmente possuímos 4 dentes do siso, onde fica um posicionado em cada ponta da arcada, e seu nascimento só ocorre alguns anos após o nascimento dos outros dentes.

A formação da arcada dentária adulta até o segundo molar geralmente ocorre até os 13 anos de idade, porém o nascimento do siso tende a ocorrer após os 17 anos de idade.

Este dente também pode acabar recebendo o nome de dente do juízo por nascer próximo a época em que a pessoa atinge a maioridade.

O fato de seu nascimento ocorrer apenas após todos os outros dentes já estarem em seu devido lugar pode provocar o surgimento de algumas complicações.

dentista mostrando para a paciente seu dente siso nascendo

Como saber se o siso está nascendo?

Assim como vimos anteriormente, o dente siso é o último dente a nascer na arcada dentária e geralmente quando ele nasce os outros dentes já ocuparam seu devido lugar na arcada dentária.

Isto muitas vezes pode fazer com que o nascimento do siso provoque alguns sintomas que são bastante característicos. Dentre estes sintomas podemos citar:

  • Dor na região do dente siso por conta do fato de o dente estar rompendo a gengiva e por empurrar os outros dentes para abrir espaço para seu nascimento;
  • Pericoronarite, que corresponde a inflamação gengival que pode surgir por conta de algum pedaço de gengiva que fica preso sobre os dentes e dificulta a higienização da coroa dentária, resultando em sua inflamação;
  • Febre visto que seu nascimento pode provocar o surgimento de alguns processos inflamatórios, resultando no surgimento da febre;
  • Dificuldades para mastigar, que podem surgir por conta dos processos inflamatórios e da dor de dente que pode acabar interferindo na mastigação do paciente, especialmente a de alimentos de difícil mastigação;
  • Inchaço facial e da gengiva;
  • Dor de cabeça que pode ocorrer por conta do número de nervos faciais e músculos que podem acabar sendo comprimidos pelo seu nascimento, resultando em dores e dificuldade para movimentar a mandíbula.

Desta forma, ao identificar a presença de um ou mais destes sintomas é importante consultar-se com um profissional, visto que ele será capaz de receitar medicamentos que podem aliviar os sintomas e também realizar a extração de siso.

Além disso, em alguns casos podem surgir dor de garganta ou uma inflamação da garganta durante o nascimento do siso.

Quais são os problemas que o dente siso pode causar?

Assim como sabemos, o dente siso é o último dente a nascer na arcada dentária, desta forma, seu nascimento só ocorre após todos os outros dentes já terem ocupados seu devido lugar.

Isto faz com que seu nascimento possa resultar em várias complicações, tais como:

  • Pericoronarite, que pode ocorrer quando um pequeno pedaço de gengiva fica preso sobre a coroa do dente, o que pode resultar no acúmulo de bactérias e consequentemente na inflamação deste tecido, que recebe o nome de pericoronarite;
  • Desalinhamento dentário, que pode ocorrer por conta de ele empurrar os demais dentes para abrir espaço para seu nascimento;
  • Cárie por conta da dificuldade de higienizar o dente quando ele está nascendo.

Além destes problemas, o nascimento do terceiro molar ainda pode provocar outros como a dificuldade de se alimentar e o dores bastante incômodas. Geralmente, isso acontece quando o dente siso está inflamado

Isto faz com que a maioria dos profissionais opte por extraí-lo antes mesmo de ele nascer por completo para prevenir o aparecimento destas complicações.

Como é feita a extração de siso?

A extração de siso consiste em um procedimento cirúrgico onde o profissional realizará a remoção do dente do paciente.

Para realizar este procedimento é necessário que o paciente consulte-se com um profissional para que este encaminhe-o para remover o dente.

Ao agendar a remoção, serão passadas algumas orientações a respeito de cuidados que devem ser tomados antes de sua extração e realizar um exame de raio X.

O procedimento inicia-se com a aplicação da anestesia local na região ao redor do dente para prevenir que o paciente sinta dor durante sua realização.

Logo em seguida é feita uma incisão na gengiva para que o profissional possa ter acesso ao dente. A seguir o procedimento pode variar, tendo em vista que em alguns casos é possível extrair o dente por completo, enquanto em outros é necessário dividi-lo em pedaços menores para removê-lo.

Assim que o dente é removido por completo é feita uma sutura do local e coloca-se uma gaze sobre o local para conter o sangramento, que deve ser removida após alguns minutos.

paciente utilizando uma bolsa de gelo após extrair o siso

Quais são os cuidados que devemos ter após extrair o dente siso?

Apesar de o procedimento de extração do dente siso ser bastante simples, ainda é necessário que o paciente adote alguns cuidados após sua realização.

Sendo assim, confira quais são os principais cuidados que devemos adotar após a extração do dente siso:

  • Ficar em repouso para evitar o surgimento de inchaços e inflamações;
  • Utilizar uma compressa fria para reduzir o inchaço e aliviar a dor;
  • Evite realizar bochechos, utilizar canudos e cuspir, pois o ato de forçar estes músculos pode provocar sangramentos;
  • Cuide bem da higienização dos dentes para prevenir complicações derivadas de bactérias, no entanto, essa higienização deve ser feita cuidadosamente para prevenir lesões;
  • Tome os medicamentos da forma como foi indicado;
  • Evite consumir alimentos rígidos e condimentados e dê preferência aos alimentos frios e macios.

LEIA TAMBÉM: O que comer quando tira o siso? Veja os principais alimentos!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista garantem que o paciente possa realizar o acompanhamento da prótese dentária, de modo que o dentista também possa realizar quaisquer ajustes que sejam necessários.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Através delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Visite uma clínica odontológica OralDents para um sorriso mais bonito e ganhar uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *