profissional ensinando como cuidar do piercing na boca

Como cuidar do piercing na boca: veja os principais cuidados

O piercing na boca é um acessório que exige a perfuração para ser instalado e geralmente é utilizado na língua ou nos lábios.

Neste artigo falaremos mais sobre como cuidar do piercing na boca, sendo assim, continue acompanhando para saber maiores informações:

O que é piercing na boca?

O piercing na boca diz respeito a um acessório que é utilizado na boca do paciente, geralmente ficando nos lábios ou na língua.

Ele é utilizado de forma que o acessório fica atravessado na pele do paciente, de forma que as extremidades fiquem uma em cada lado da pele.

Também é possível encontrá-lo em diversos formatos, como o piercing de argola e o labret, de forma que algumas regiões exigem tipos específicos de piercing.

paciente com um piercing nos lábios bem cuidado

Veja como cuidar do piercing na boca

Este acessório que fica atravessado na pele do paciente, portanto, é importante adotar os devidos cuidados com piercing na boca para evitar o surgimento de complicações.

Os cuidados com o piercing na boca devem começar desde a escolha do acessório. Sendo assim, confira como cuidar do piercing na boca da forma correta:

Escolha o material do piercing cuidadosamente

Assim como foi dito anteriormente, os cuidados com este acessório devem começar desde o momento em que o paciente decide que irá utilizá-lo.

Portanto, na hora de escolher o acessório é importante que o paciente escolha um tipo de material que não possui alergia.

Isto se deve ao fato que dependendo do tipo de material utilizado, podem surgir complicações derivadas da alergia.

Desse modo, caso o paciente não tenha conhecimento a respeito de quais são os materiais que ele possui alergia é recomendado optar por hipoalergênicos, como o aço cirúrgico.

Se o paciente não possuir alergia a nenhum tipo de material, ele pode optar pelo que achar mais bonito dentre os acessórios disponíveis.

Adquira um acessório de qualidade

Durante a aquisição do acessório é importante que o paciente tenha certeza de que está adquirindo um piercing de um local confiável.

Isto se deve ao fato de que de outra forma não é possível assegurar-se de que o piercing realmente será do material escolhido, prevenindo o surgimento de problemas futuros, como reações alérgicas ou infecções.

Escolha um bom estúdio de piercing

Para fazer a instalação do piercing é importante que o paciente opte por um bom estúdio que possua bons profissionais para fazer a instalação.

Isto é importante devido ao fato de que desta forma você poderá garantir que o piercing será instalado da melhor forma correta, evitando o surgimento de complicações durante a instalação.

Além disso, um bom profissional e estúdio terão todos os equipamentos utilizados bem esterilizados, garantindo assim que não haverá nenhuma infecção provocada pela má higienização dos equipamentos.

Cuide bem da higienização do piercing

Assim como sabemos, este acessório fica atravessado na pele, o que faz com que ele esteja em contato constante com superfícies que podem gerar o surgimento de complicações.

Sendo assim, é importante que o paciente higienize o piercing diariamente, a fim de que não haja problemas gerados pelo acúmulo de partículas ou bactérias.

Para realizar esta higienização, o paciente deve remover o acessório e em seguida higienizar tanto o piercing quanto o furo para só então recolocá-lo.

É importante que o paciente higienize as mãos antes de manusear o piercing para prevenir infecções causadas pelas bactérias presentes nas mãos.

Cuide bem da higienização bucal

Assim como a higienização do piercing, também é importante que o paciente mantenha uma boa higienização da boca do paciente.

A partir da boa limpeza da cavidade oral, o paciente consegue evitar o surgimento de complicações derivadas do acúmulo de bactérias sobre os dentes e a língua.

Para complementar a limpeza, o paciente pode utilizar um enxaguante bucal antisséptico, pois ele contribuirá para a eliminação das bactérias presentes na boca.

Evite tocar no piercing

Durante o uso deste acessório é bastante comum que algumas pessoas sintam vontade de tocar ou movimentar o seu piercing.

No entanto, é importante que o paciente evite fazê-lo, pois além de deixá-lo suscetível a infecções e pode provocar o surgimento de feridas.

Respeite o tempo de cicatrização

Há um período de espera para a conclusão da cicatrização após a instalação do piercing, devido ao fato de se tratar de um acessório que necessita perfurar a pele.

Sendo assim, é importante que o paciente entenda que este período é mais sensível, o que exige que tenha-se um cuidado maior.

Logo, nos primeiros dias é importante que o paciente evite ingerir comidas muito quentes, muito ácidas ou muito condimentadas e também evite a ingestão de bebidas alcoólicas e o uso do cigarro.

Como cuidar do piercing inflamado na boca?

A inflamação do piercing pode ser identificada por meio da percepção de alguns sintomas, como:

Sendo assim, ao identificar quaisquer um desses sinais é importante procurar consultar-se com um profissional a fim de tratar essa condição.

Até a consulta o paciente deve manter o local sempre bem higienizado e seco, além de também ser recomendado evitar cobrir o local.

Para se prevenir o surgimento da inflamação o paciente pode:

  • Evitar manusear o acessório com as mãos sujas;
  • Higienizar o piercing e seu furo regularmente para mantê-los sempre livre de bactérias;
  • Manter o local sempre bem seco;
  • Cuidar da alimentação, evitando consumir alimentos inflamatórios, especialmente durante o período de cicatrização.

LEIA TAMBÉM: Piercing no dente: confira o que é e muito mais neste artigo

paciente mostrando que não há complicações em seu piercing na língua

Quais são as complicações que podem ser geradas pelo piercing na boca?

O piercing na boca é um acessório que pode provocar o surgimento de algumas complicações, tais como:

  • Dano a estrutura dos dentes, que pode ocorrer por conta dos piercings no lábio, visto que a parte do acessório que fica na parte interna dos lábios podem ficar em contato com os dentes e a fricção entre eles pode gerar o desgaste dos dentes;
  • Inflamação, o contato do furo do piercing com as bactérias que se acumulam ao redor da estrutura do acessório;
  • Danos a gengiva, assim como o dano causado aos dentes, este acessório também pode provocar danos a gengiva, provocando o surgimento de feridas ou causando a retração gengival.

O que o dentista pode fazer pelo paciente com um piercing na boca?

Antes de colocar um piercing na boca, é recomendado que o paciente procure um dentista para que ele possa avaliar e dar as orientações necessárias para evitar possíveis complicações.

Além disso, ele também pode dizer os possíveis riscos de se colocar um piercing na boca e pode receitar anti-inflamatórios caso haja alguma inflamação.

O acompanhamento profissional ajuda não só com a execução dos tratamentos e procedimentos, mas também por meio das orientações e indicações.

As visitas ao dentista permitem diagnosticar qualquer anormalidade em sua fase inicial, fazendo com que o tratamento seja feito o quanto antes e da forma menos invasiva possível.

O indicado é que as visitas ao dentista ocorram no mínimo 2 vezes ao ano (de 6 seis em seis meses) para que haja um acompanhamento odontológico adequado.

A visita a uma clínica odontológica OralDents visa não só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você tem alguma pergunta? Deixe sua pergunta abaixo e nós teremos prazer em respondê-las.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *