Mulher tossindo e com coceira na garganta

Coceira na garganta e tosse seca: o que pode ser?

Você está lidando com coceira na garganta e tosse seca e buscando alívio? Esses sintomas podem ser indicativos de várias condições, desde alergias sazonais até infecções respiratórias. 

É crucial entender as causas por trás desses desconfortos para encontrar o tratamento adequado e recuperar seu conforto. Confira as principais informações sobre:

Causas da coceira na garganta e tosse seca

A coceira na garganta pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo alergias, irritantes ambientais, infecções virais ou bacterianas e até mesmo o refluxo ácido. 

Já a tosse seca, muitas vezes acompanhando a coceira na garganta, pode ser um reflexo do corpo tentando se livrar de irritantes ou muco.

Veja mais sobre as principais causas:

Coceira na garganta

A coceira na garganta pode ser causada por diversas condições, incluindo:

Alergias: a exposição a alérgenos como pólen, mofo, pelos de animais ou poeira pode desencadear uma reação alérgica que leva à coceira na garganta.

Infecções virais: vírus como os responsáveis por resfriados comuns, gripe ou infecções do trato respiratório superior podem irritar a garganta, causando coceira.

Infecções bacterianas: infecções bacterianas, como faringite estreptocócica, podem inflamar a garganta e causar sensação de coceira.

Refluxo ácido:  o refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o ácido do estômago volta para o esôfago, pode irritar a garganta e causar coceira.

Irritantes ambientais: exposição a irritantes como fumaça de cigarro, poluição do ar ou produtos químicos pode irritar a garganta e causar coceira.

Síndrome da garganta seca: a síndrome da garganta seca, também conhecida como síndrome de boca seca, ocorre quando há diminuição da produção de saliva, deixando a garganta seca e propensa à irritação e coceira.

Inflamação: qualquer tipo de inflamação na garganta, como amigdalite ou laringite, pode causar coceira como parte do quadro sintomático.

Se a coceira na garganta persistir por mais de alguns dias, é importante consultar um médico para determinar a causa subjacente e receber o tratamento adequado.

Tosse seca

A tosse seca, assim como a coceira na garganta, pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo:

Infecções respiratórias: vírus que causam resfriados, gripe, bronquite ou pneumonia podem irritar a garganta e os pulmões, desencadeando tosse seca.

Alergias: exposição a alérgenos como pólen, mofo, pelos de animais ou poeira pode desencadear uma resposta alérgica que resulta em tosse seca.

Irritantes ambientais: fumaça de cigarro, poluição do ar, produtos químicos ou ar seco podem irritar as vias respiratórias, levando à tosse seca.

Refluxo ácido: o refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o ácido do estômago volta para o esôfago, pode causar tosse seca devido à irritação das vias aéreas.

Medicamentos: alguns medicamentos, como inibidores da ECA (para pressão arterial elevada) ou inaladores para asma, podem causar tosse seca como efeito colateral.

Condições respiratórias crônicas: doenças como asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou fibrose cística podem causar tosse seca persistente.

Estímulos nervosos: em alguns casos, o sistema nervoso pode ser hiperativo, desencadeando tosse seca sem uma causa física subjacente.

Assim como com a coceira na garganta, se a tosse seca persistir por mais de algumas semanas ou estiver causando desconforto significativo, é importante consultar um médico para avaliação e tratamento adequado.

Mulher com mão na garganta por conta de desconforto na garganta

Medidas de alívio e autocuidado

Para aliviar a coceira na garganta e a tosse seca, algumas medidas podem ser úteis. Beber líquidos quentes, como chá de ervas ou água com mel e limão, pode acalmar a garganta irritada. Inalação de vapor e uso de um umidificador também podem proporcionar alívio.

Existem várias medidas de alívio e autocuidado que podem ajudar a aliviar a coceira na garganta e a tosse seca. Aqui estão algumas delas:

Hidratação adequada:

  • Beba bastante líquido, como água, chá quente, caldos ou sopas, para manter a garganta úmida e ajudar a aliviar a irritação.

Gargarejos:

  • Faça gargarejos com água salgada morna para ajudar a reduzir a coceira e a irritação na garganta. Adicione meia colher de chá de sal a um copo de água morna e gargareje várias vezes ao dia.

Umidificação do ar:

  • Use um umidificador no ambiente, especialmente durante o sono, para manter o ar úmido e evitar o ressecamento das vias respiratórias.

Inalação de vapor:

  • Faça inalações de vapor com água quente. Adicione algumas gotas de óleo essencial de eucalipto ou hortelã para ajudar a abrir as vias respiratórias e aliviar a tosse.

Evite irritantes:

  • Evite fumar e exposição à fumaça de cigarro, poluição do ar, poeira, produtos químicos ou outros irritantes que possam piorar a coceira na garganta e a tosse seca.

Pastilhas para a garganta:

  • Pastilhas ou sprays para a garganta podem ajudar a aliviar a coceira e a irritação temporariamente.

Repouso vocal:

  • Evite falar excessivamente, gritar ou sussurrar, pois isso pode irritar ainda mais a garganta. Descanse a voz sempre que possível.

Alimentos macios e não irritantes:

  • Opte por alimentos macios e não irritantes, como sopas, purês, iogurtes e gelatinas, que são mais suaves para a garganta irritada.

Elevação da cabeceira da cama:

  • Se estiver com refluxo ácido, eleve a cabeceira da cama algumas polegadas para ajudar a prevenir o refluxo durante a noite.

Travesseiro extra:

  • Use um travesseiro extra para elevar a cabeça enquanto dorme, o que pode ajudar a reduzir a tosse noturna.

Consulta médica:

  • Se os sintomas persistirem por mais de algumas semanas, piorarem ou estiverem acompanhados de outros sintomas preocupantes, consulte um médico para avaliação e tratamento adequado.

Essas medidas de alívio e autocuidado podem proporcionar alívio temporário dos sintomas de coceira na garganta e tosse seca, mas é importante procurar orientação médica se os sintomas persistirem ou piorarem.

Coceira na garganta e tosse seca, como o dentista pode ajudar?

O dentista pode desempenhar um papel crucial na identificação de problemas bucais que podem contribuir para a coceira na garganta e tosse seca.

Realizando um exame detalhado da cavidade oral, ele pode detectar sinais de infecções, inflamações ou erosão dentária associados a condições como refluxo ácido.

Além disso, o dentista pode fornecer orientações sobre higiene bucal adequada e realizar tratamentos odontológicos para resolver problemas bucais que possam estar contribuindo para esses sintomas.

Se necessário, ele pode encaminhar o paciente para avaliação e tratamento adicionais com outros profissionais de saúde.

Caso os sintomas persistirem ou piorarem, é importante procurar orientação médica. Um profissional de saúde pode avaliar seus sintomas, diagnosticar a causa subjacente e recomendar o tratamento apropriado. 

Não ignore sinais persistentes de desconforto na garganta e tosse, pois podem indicar um problema de saúde subjacente que requer atenção.

Por fim, compreender as causas da coceira na garganta e tosse seca é o primeiro passo para encontrar alívio. Ao adotar medidas de autocuidado e buscar orientação médica quando necessário, você pode recuperar seu bem-estar e conforto respiratório.

Dentista avaliando zona bucal de paciente

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal, prevenir e tratar problemas bucais.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *