cirurgia ortognática

Cirurgia ortognática: veja o que é e como é realizada!

A cirurgia ortognática é um procedimento cirúrgico realizado em adultos para corrigir problemas relacionados ao desenvolvimento ou posicionamento da mandíbula ou da maxila.

Confira mais a respeito desta cirurgia no artigo abaixo:

O que é cirurgia ortognática?

Afinal, o que é cirurgia ortognática? É um procedimento cirúrgico que é realizado com o intuito de reposicionar os ossos do maxilar, conferindo ao paciente a oportunidade de corrigir o posicionamento de sua mandíbula e assim deixar seu rosto simétrico.

Esta cirurgia pode ser realizada para corrigir anormalidades faciais que podem provocar má-oclusões e problemas articulares e respiratórios.

Entretanto, ela não é tida como a primeira opção de tratamento. Isso se deve ao fato de que quando é possível corrigir o problema através do uso de aparelhos ortodônticos, eles têm preferência sobre a cirurgia.

Quando ela é indicada

Quando ela é indicada?

O tratamento feito com a cirurgia ortognática é um tratamento realizado em pessoas que possuem deformidades nos ossos da face e tem como objetivo devolver o equilíbrio à face trazendo uma série de benefícios quanto ao seu antes e depois.

Sendo assim, geralmente ela é realizada em casos de:

  • Prognatismo, onde o paciente possui o queixo muito para frente;
  • Retrognatismo, onde o paciente possui o queixo muito para trás;
  • Assimetrias;
  • Mordida aberta;
  • Disfunções temporomandibulares (DTM).

No entanto, ela só é realizada quando não é possível realizar o tratamento a partir do uso de aparelhos ortodônticos. Sendo assim, essa cirurgia tende a ser realizada em adultos, visto que crianças e adolescentes estão em fase de desenvolvimento, o que permite que o aparelho ortodôntico e ortopédico exerça sua função com mais facilidade.

Quais as causas dos problemas que levam a realização da cirurgia?

As deformidades ósseas orais geralmente são derivadas de problemas de desenvolvimento, síndrome ou anomalias, fatores genéticos, traumas faciais, terem origens ósseas e até mesmo serem derivadas de hábitos parafuncionais.

Estas deformidades podem estar associadas ao tamanho da mandíbula, como é o caso do prognatismo e do retrognatismo, ou ainda estar associada ao posicionamento da mandíbula em relação ao maxilar.

Dessa forma, tanto o posicionamento quanto o tamanho da mandíbula podem influenciar em como será a operação, ou seja, se será necessário intervir apenas em um dos dois ou nos dois.

Quais são os sintomas das deformidades ósseas orais?

Existem alguns sintomas que estão associados às deformidades ósseas orais que são bastante comuns a elas. Sendo assim, confira quais são os principais sintomas das deformidades ósseas orais:

  • Perfil facial convexo;
  • Apneia do sono;
  • Dor e zumbidos no ouvido;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldades durante a mastigação;
  • Má-oclusão;
  • Trismo;
  • Inchaço facial;
  • Encaixe incorreto dos dentes.

Desta forma, ao identificar quaisquer um destes sintomas é recomendado buscar atendimento com um profissional para avaliar a situação e realizar os devidos tratamentos.

Como é feita a cirurgia ortognática

Como é feita a cirurgia ortognática?

A cirurgia é realizada no ambiente hospitalar com o uso de anestesia geral e faz-se cortes e extensões com placas de titânio com o objetivo de corrigir a estrutura da mandíbula e maxila.

Essa cirurgia pode ser feita fazendo a redução do tamanho ósseo da mandíbula ou realizando sua extensão com o uso de placas de titânio.

Dessa forma é possível corrigir a mordida cruzada, a mordida aberta e o tamanho tanto da maxila quanto da mandíbula, também fornecendo ao paciente de corrigir sua estética facial.

Além disso, para que o paciente possa ter noção do resultado do procedimento é possível simular a cirurgia e seus resultados, oferecendo assim a possibilidade de visualizar os resultados.

Como é o pós-operatório?

Para a recuperação da cirurgia ortognática é necessário que o paciente fique repouso total nas primeiras 48 horas e ocorre de forma gradativa.

Durante esse período é recomendado manter a cabeça mais alta que o restante do corpo e utilizar uma compressa de gelo. Isto se faz necessário para evitar o surgimento de sangramentos e inchaços na região.

Após as primeiras 48 horas é recomendado evitar realizar atividades físicas que exigem muito esforço e também esportes de contato durante o primeiro mês.

Também é importante que o paciente cuide bem da higienização bucal e da alimentação para evitar o aparecimento de complicações.

Além disso, o paciente deve manter as visitas regulares ao dentista para realizar o acompanhamento da cirurgia e avaliar se há algum tipo de complicação e tratá-la. Saiba sobre o valor da cirurgia ortognática aqui.

Por que escolher uma clínica de confiança para realizar seus procedimentos cirúrgicos?

Na hora de realizar suas cirurgias orofaciais, é importante que o paciente escolha uma clínica de confiança para realizá-las.

A escolha de uma boa clínica é importante pois é nela que será realizado todo o procedimento de instalação e de acompanhamento.

Portanto, confie na OralDents na hora de realizar suas cirurgias odontológicas. Na OralDents você encontra profissionais altamente qualificados, além de contar com ótimos equipamentos para lhe atender da melhor forma.

Logo, a visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *