céu da boca machucado sobre fundo rosa

Céu da boca machucado: confira 6 causas para o problema!

O céu da boca machucado é capaz de causar diversos incômodos e pode ser provocado tanto por fatores “simples” quanto por fatores graves. Mas, de todo modo, a condição requer a avaliação de um dentista.

Sendo assim, confira mais aqui sobre esse problema:

Céu da boca machucado, o que pode ser?

O céu da boca machucado contém relação com diversas condições, podendo variar de pessoa para pessoa. Por esse motivo, cada caso deve ser avaliado de maneira individual. Sendo assim, confira as principais causas desse problema:

  • Aftas;
  • Candidíase oral;
  • Herpes labial;
  • Traumas;
  • Queimaduras;
  • Câncer de boca.

criança com céu da boca machucado por causa de afta

1. Aftas

A afta é uma lesão ulcerativa que pode aparecer em diversas regiões da boca, como na parte interna da boca, na língua, na bochecha e até mesmo no céu da boca.

Elas são desencadeadas pelo enfraquecimento no sistema imune e quando aparecem acabam causando bastante desconforto. 

Geralmente, isso ocorre quando o indivíduo está passando por problemas emocionais, traumas locais ou alterações hormonais. O consumo de determinados alimentos também podem influenciar na manifestação da lesão. 

Na maior parte das vezes, o incômodo do céu da boca machucado por esse motivo costuma desaparecer completamente em cerca de 15 dias.

Sendo assim, é muito importante dar preferência para alimentos não condimentados e com pouca quantidade de sal, visando diminuir as chances de irritar as feridas. 

2. Candidíase oral

Também chamada de monilíase oral ou sapinho, a candidíase oral é uma infecção desencadeada pelo crescimento exacerbado de um fungo conhecido como Candida albicans

Esse processo infeccioso é muito comum em mulheres, visto que pode ser acarretada em razão de uma queda na imunidade do organismo.

A condição pode ser a causa do céu da boca machucado, em que a dor é acompanhada de lesões esbranquiçadas. Dependendo da situação, o quadro provoca lesões avermelhadas similares às aftas. 

3. Herpes labial

A herpes é uma infecção provocada pelo HSV tipo 1 (HSV-1) que causa um grupo de bolhas na região bucal, que em cerca de alguns dias se transformam em crostas até a total cicatrização. 

Estamos falando de uma infecção contagiosa, que pode ser transmitida para outras pessoas por meio da contaminação direta (saliva) e contaminação indireta (uso de objetos como copos, talheres e toalhas). 

Elas aparecem e reaparecem periodicamente por causa de uma reativação viral, que é desencadeada por imunidade baixa, excesso de exposição ao sol, problemas emocionais e outros tipos de infecções que afetam o sistema imune. 

4. Traumas

Os traumas locais também podem deixar o céu da boca ferido, sendo acarretado pela escovação dental agressiva, prótese dentária desajustada ou mal adaptada. 

Também é comum o céu da boca machucado depois de comer salgadinho. Nessa região, há uma parte mais mole que se hidrata por uma mucosa produzida pela glândula salivar, podendo se desidratar com os sais e a rigidez desse tipo de comida. Dessa forma, há um atrito e um ressecamento ao mesmo tempo, o que é responsável por desencadear machucados locais.

5. Queimaduras

Comumente, tentamos ingerir alimentos sem nem sequer conferir como está a temperatura e acabamos tomando um susto! Essa situação é capaz de deixar o céu da boca machucado, visto que provoca lesões locais responsáveis por causar bastante incômodo. 

6. Câncer de boca

O câncer de boca também pode deixar o céu da boca machucado e se trata de uma condição ainda mais severa. É possível desconfiar da existência dessa condição quando as lesões locais não cicatrizam dentro de duas semanas desde a sua manifestação. 

Existem alguns fatores que podem contribuir para o surgimento desse tipo de câncer, como é o caso do tabagismo e o consumo excessivo de álcool. Tendo em vista que se trata de um quadro severo, é fundamental procurar a ajuda de um profissional de saúde. 

Quando é preciso se preocupar com o céu da boca machucado?

Como você viu logo no início do artigo, o céu da boca machucado tende a aparecer por diversos motivos. Mas, existem alguns quadros que necessitam de uma preocupação ainda maior. 

Os sinais que mais indicam que a lesão está se agravando consistem nos problemas de cicatrização, incapacidade de curar isoladamente ou com ajuda de medicamentos, crescimento das feridas e febre.

Caso haja a presença desses sintomas, há uma necessidade urgente de procurar por um dentista, visando fazer exames que apontam o verdadeiro fator responsável pelo quadro.

dentista tratando de criança com céu da boca machucado

Céu da boca machucado, como tratar?

Se você está se questionando o que é bom para o céu da boca machucado, tenha em mente que existem diversas alternativas para solucionar essa condição.

Depois de uma avaliação precisa e adequada de um profissional de odontologia, o paciente pode utilizar enxaguantes bucais e pomadas para aliviar o incômodo.

No entanto, isso depende do quão grave o quadro está. Dependendo da gravidade, é possível que haja necessidade de recorrer a uma nova avaliação, para que o diagnóstico seja esclarecido e novas alternativas sejam prescritas.

A partir do momento em que a lesão dura mais de duas semanas, surge a necessidade de realizar uma biópsia da região afetada. 

Lembrando que, também é imprescindível que o paciente tome os devidos cuidados durante o dia a dia, se atentando especialmente a dieta. Dependendo do caso, é possível realizar uma laserterapia. 

As alternativas são feitas de acordo com o fator responsável pelo céu da boca machucado. Por exemplo, se a causa for uma prótese dentária desajustada ou mal adaptada, é preciso que ela seja retirada e substituída.

Já nas situações em que há um declínio da imunidade, urge a necessidade de reverter o quadro.

Como deve ser a higiene bucal com o céu da boca machucado?

Embora o céu da boca machucado esteja causando um grande incômodo, a higiene bucal ainda deve ser mantida. Mas, é essencial estar atento a como essa limpeza é feita, prestando atenção nos produtos utilizados durante a prática.

Isso ressalta a importância de procurar a assistência de um dentista, que poderá prescrever os produtos mais adequados para a sua situação. 

Geralmente, os profissionais de odontologia recomendam o uso do creme dental, da escova de dente com cerdas macias e de um enxaguante bucal específico. Com isso, é possível acalmar a região afetada, fazendo com que o quadro seja amenizado. 

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível detectar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível fazer tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada semestralmente (de 6 em 6 meses).

A profilaxia também garante a possibilidade de fazer a raspagem de tártaro e retirada da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *