imagem ilustrando caseum na garganta

Está com caseum na garganta? Saiba o que é e como tratar!

Se você já experimentou o desconforto ou o constrangimento associado a esse problema comum, está no lugar certo.

Aqui você entenderá melhor sobre o que é o caseum na garganta, suas causas e o mais importante, como prevenir e tratar essa condição para restaurar o conforto e a confiança na sua saúde bucal!

Saiba tudo agora!

O que é caseum?

O caseum é uma condição comum que afeta as amígdalas, resultando na formação de pequenos depósitos de material calcificado e células mortas na parte de trás da garganta. 

Esses depósitos, conhecidos como cáseos amigdalianos, podem causar mau hálito persistente, dor de garganta e desconforto ao engolir. 

Por mais que geralmente eles não representem um problema sério de saúde, os cáseos amigdalianos podem ser incômodos e interferir na qualidade de vida de algumas pessoas.

Por isso, é importante consultar um médico ou um dentista para avaliação e orientação adequada se você estiver enfrentando sintomas relacionados ao caseum na garganta!

Quais são as causas do caseum na garganta?

imagem ilustrando amígdalas

O caseum, ou cáseos amigdalianos, basicamente é causado pela acumulação de detritos, células mortas da pele, mucosa e restos alimentares nas cavidades das amígdalas. 

Esses depósitos acumulados podem se misturar com bactérias e resíduos de proteínas, formando pequenos grânulos de cor branca ou amarelada, que são os cáseos.

As principais causas do caseum podem ser:

  • Acúmulo de resíduos;
  • Bactérias orais;
  • Amígdalas infeccionadas;
  • Dieta inadequada.

A principal causa do caseum é o acúmulo de resíduos nas cavidades das amígdalas. Podendo acontecer devido a má higiene bucal e falta de escovação adequada dos dentes e língua.

Ou até mesmo por resíduos alimentares que ficam presos nas amígdalas.

As bactérias presentes na boca contribuem para a formação do caseum, especialmente se houver um desequilíbrio na flora bacteriana da cavidade oral. 

Algumas cepas bacterianas podem produzir compostos sulfurados voláteis, que têm um odor desagradável e podem contribuir para o mau hálito associado ao caseum.

As infecções das amígdalas e a amigdalite viral também podem levar à inflamação crônica e ao acúmulo de resíduos, favorecendo a formação de cáseos.

O consumo excessivo de laticínios, alimentos ricos em gordura e açúcares refinados pode colaborar para o aumento da produção de muco e resíduos na boca, o que pode aumentar o risco de formação de cáseos.

Então, podemos dizer que o caseum na garganta é causado pelo acúmulo de detritos, bactérias e resíduos nas cavidades das amígdalas, podendo ser agravado por outros fatores. 

Mas você ficou com dúvida e quer saber como tratar o caseum na garganta? Veja algumas dicas abaixo!

Como tratar caseum na garganta?

O tratamento para caseum na garganta pode ser feito de forma caseira ou através de medicamentos farmacêuticos. 

Abaixo, separamos algumas dessas formas de tratamento para que você cuide de sua saúde bucal! Fique por dentro!

Tratamento caseiro

homem fazendo bochecho

Boa higiene bucal: escove os dentes após cada refeição e use fio dental regularmente para remover os resíduos alimentares que podem contribuir para a formação de caseum na garganta e placa bacteriana.

Gargarejo com água salgada: faça gargarejos com água morna e sal para ajudar a reduzir a inflamação e a eliminar bactérias na garganta.

Ingredientes:

1 xícara de água morna (não quente demais para evitar queimar a garganta)

1 colher de chá de sal (preferencialmente sal marinho ou sal grosso)

Faça um gargarejo com a solução salina por cerca de 30 segundos a 1 minuto, inclinando a cabeça para trás e deixando a solução alcançar a parte de trás da garganta.

Não engula a solução. Após o gargarejo, cuspa-a.

Irrigação nasal: use soluções salinas ou sprays nasais para limpar as passagens nasais, o que pode reduzir a produção de muco que contribui para o caseum.

Beber muita água: manter-se bem hidratado ajuda a manter a boca úmida e reduz a formação de caseum.

Alimentos ricos em fibra: consuma alimentos ricos em fibra, como frutas, vegetais e grãos integrais, para ajudar na digestão e evitar a prisão de ventre, que pode contribuir para a formação de caseum.

Tratamento farmacêutico

mulher usando spray bucal

Enxaguantes bucais: use enxaguantes bucais antissépticos para reduzir as bactérias na boca e ajudar a controlar o mau hálito associado ao caseum.

Sprays para garganta: sprays para garganta contendo ingredientes como cloreto de cetilpiridínio podem ajudar a reduzir a inflamação e a eliminar as bactérias na garganta.

Anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs): se houver dor de garganta ou inflamação associada ao caseum, medicamentos como ibuprofeno ou aspirina podem ajudar a aliviar os sintomas.

Antibióticos: em casos de infecções bacterianas das amígdalas associadas ao caseum na garganta, o médico pode prescrever antibióticos para ajudar a tratar a infecção.

Sempre consulte um médico ou um dentista antes de iniciar qualquer tratamento, especialmente se os sintomas persistirem ou piorarem. 

O profissional de saúde irá recomendar o melhor tratamento de acordo com a gravidade do caso e suas necessidades individuais.

É possível prevenir caseum na garganta?

mulher usando fio dental nos dentes

Apesar de não ser possível prevenir o caseum na garganta em todos os casos, existem algumas medidas que podem ajudar a reduzir o risco de sua formação. 

Boa higiene bucal: escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia e use fio dental diariamente para remover os resíduos de alimentos e as bactérias que podem contribuir para a formação do caseum.

Hidratação adequada: beba bastante água ao longo do dia para manter a boca úmida e ajudar a reduzir a formação de muco e detritos nas amígdalas.

Evite alimentos pegajosos e ricos em amido: alimentos pegajosos e ricos em amido, como doces, pães brancos e batatas fritas, podem contribuir para o acúmulo de resíduos nas amígdalas

Mantenha-se saudável: manter um sistema imunológico forte pode ajudar a prevenir infecções das amígdalas que podem levar à formação de caseum. Preserve a dieta saudável.

Visite regularmente o dentista e o médico: faça visitas regulares ao dentista e ao médico para exames de rotina e check-ups. Eles podem identificar e tratar problemas de saúde bucal antes que se tornem mais graves!

Embora essas medidas possam ajudar a reduzir o risco de formação de caseum na garganta, é importante lembrar que algumas pessoas podem ter uma predisposição genética ou fatores de saúde que as tornam mais propensas a desenvolver essa condição.

Se você está enfrentando problemas persistentes de caseum ou mau hálito, é recomendável consultar um médico ou um dentista para avaliação e orientação adequada!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal e prevenir problemas, como o dente inflamado e outros.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *