paciente sofrendo com bruxismo

Bruxismo: conheça o que é, as causas, sintomas e como tratar

O bruxismo é uma desordem funcional que é conhecida pelos seus sintomas que são o ranger e o apertar dos dentes.

Neste artigo você irá conferir maiores informações a respeito do que é esta condição, quais são suas causas, como identificar e como tratá-la:

O que é bruxismo?

O bruxismo é uma desordem funcional caracterizada pelo ranger e apertar de dentes, o que pode causar o surgimento de diversos problemas.

Geralmente este problema provoca sintomas bastante incômodos, como o desgaste dos dentes, dor de dente e problemas na articulação temporomandibular, também conhecida como ATM.

Na maior parte dos casos ele ocorre durante o sono do paciente, no entanto, ele também pode ocorrer enquanto o paciente está acordado, recebendo o nome de bruxismo de vigília ou briquismo.

Ele ainda pode ser classificado como bruxismo cêntrico, que é caracterizado apenas pelo apertar de dentes, e o excêntrico, que é caracterizado pelo ranger de dentes.

Ainda não se sabe a causa exata do problema, no entanto, acredita-se que pode estar associada a fatores genéticos, ansiedade, nervosismo ou outros fatores que podem afetar o estado psicológico do paciente.

O tratamento desta condição geralmente é multidisciplinar, envolvendo dentistas, psicólogos e, em alguns casos, pode envolver cirurgias.

Existe bruxismo infantil?

O bruxismo é uma condição que pode afetar pacientes de todas as idades, sendo assim, o bruxismo infantil é sim uma realidade.

Assim como nos adultos, esta disfunção é caracterizada pelo ranger e apertar dos dentes, causando seu desgaste e amolecimento.

Quando identificado na infância é importante iniciar seu tratamento o mais cedo possível para evitar que surjam problemas durante o nascimento da arcada dentária permanente.

O que causa bruxismo?

O bruxismo foi classificado como sendo uma desordem funcional multifatorial, ou seja, ela não possui uma causa específica, mas sim um conjunto de fatores responsáveis por provocar o seu surgimento.

O fator que é tido como principal causa do bruxismo é o estresse, no entanto também existem outros fatores como:

  • Problemas emocionais;
  • Ansiedade;
  • Raiva;
  • Medo;
  • Depressão;
  • Distúrbios do sono;
  • Medicamentos;
  • Dores fortes, em especial as dores crônicas;
  • Alergias nas vias aéreas;
  • Transtornos neurológicos;
  • Síndromes que afetam o sistema nervoso central.

Geralmente essa condição não é causada por uma única destas causas, mas sim um conjunto de duas ou mais delas.

paciente sentindo os sintomas do bruxismo

Quais são os sintomas do bruxismo?

O bruxismo noturno é uma condição que afeta o paciente enquanto ele está dormindo, o que faz com que em grande parte dos casos o próprio paciente não perceba que está sendo afetado pela condição.

Os principais sintomas do bruxismo podem ser identificados quando o paciente sofre com esta condição, como o desgaste e o amolecimento dos dentes, podendo também haver a dor de cabeça.

Além disso, também é bastante comum que o paciente sofra de dor e zumbido no ouvido, podendo também haver dor na mandíbula e nos músculos da face responsáveis pela mastigação.

A alta compressão dos dentes pode acabar provocando a isquemia dos vasos sanguíneos dos dentes, ou seja, comprime os vasos fazendo com que não chegue sangue e oxigênio necessários.

Isso pode resultar na necrose dos vasos sanguíneos que consequentemente pode levar à necrose da polpa dentária.

Como identificar o bruxismo?

Assim como foi dito anteriormente, quando o paciente sofre de bruxismo noturno ele geralmente não percebe que sofre com a condição.

Sendo assim, na maior parte das vezes o ranger e apertar de dentes acaba sendo identificado por terceiros ao ouvir o barulho ou perceber a mandíbula se apertando.

A suspeita desta condição também pode surgir a partir da observação dos sinais, como o desgaste e as dores de dente ou as dores na articulação temporomandibular e na musculatura responsável pelo abrir e fechar da boca.

A partir da suspeita o profissional pode realizar uma avaliação clínica e solicitar a realização de alguns exames para confirmar o diagnóstico.

paciente utilizando uma placa miorrelaxante para tratar bruxismo

Como tratar bruxismo?

Após a confirmação do bruxismo, o seu tratamento pode ser iniciado, no entanto, é importante lembrar que esta condição não possui uma cura definitiva, mas sim formas de aliviar os sintomas ou reduzir o ranger e apertar de dentes.

Sendo assim, por se tratar de uma condição multifatorial, seu tratamento geralmente engloba vários métodos, como:

Placa de bruxismo

A placa de bruxismo, também conhecida como placa miorrelaxante, diz respeito a uma placa que é feita sob medida para o paciente.

Ela pode ser feita de acrílico ou de silicone e possui o objetivo de proteger os dentes de danos e promover uma desprogramação do hábito de ranger e apertar os dentes.

Cada um destes materiais é utilizado em um caso específico, sendo que a de acrílico é utilizado nos casos onde há o ranger de dentes, enquanto a de silicone é utilizada nos casos onde há apenas o apertar dos dentes.

Ela pode ser utilizada tanto durante o dia quanto durante a noite, de forma que a indicação de uso, assim como o tempo de uso, varia de paciente para paciente.

Além disso, ela também impede que os dentes superiores entrem em contato com os inferiores, evitando que sejam causados danos à eles.

Toxina botulínica

Em casos onde esta condição é derivada da hiperatividade do músculo masseter, que é o principal músculo responsável pela movimentação da mandíbula, a toxina pode ser utilizada para relaxar o músculo e reduzir sua atividade, reduzindo a carga colocada sobre os dentes durante o ranger e apertar.

Terapias e medicamentos

Assim como foi dito anteriormente, uma das principais causas do bruxismo é o estresse e outros problemas, como ansiedade, depressão e raiva.

Logo a terapia pode ser utilizada como uma forma de o paciente aprender a lidar com o estresse e buscar formas de aliviá-lo.

Assim, ele também pode optar por realizar atividades físicas para aliviar o estresse e sintomas da ansiedade.

Juntamente com as terapias, o paciente também pode consultar-se com um psiquiatra para que, caso seja necessário, ele possa receitar o uso de algum medicamento.

Dentre os medicamentos receitados para aliviar o ranger e apertar de dentes estão os ansiolíticos e os antidepressivos, podendo também ser utilizados alguns relaxantes musculares.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por oferecer ao dentista a oportunidade de identificar o problema do bruxismo com maior facilidade.

Dessa maneira, com a identificação precoce o dentista pode iniciar o tratamento mais cedo, oferecendo assim uma chance maior de solucionar o problema.

Elas também garantem que seja possível identificar e tratar possíveis problemas bucais, como a cárie e o tártaro.

Também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Logo, a visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *