paciente bebendo água com a boca amarga

Boca amarga: confira quais são as suas principais causas!

A boca amarga é um sintoma que pode estar relacionado a diversas outras condições, o que torna difícil dizer com precisão qual a sua causa.

Sendo assim, confira no artigo abaixo quais são as principais causas do gosto amargo na boca e como aliviá-lo:

Como é a boca amarga?

A boca amarga é uma alteração persistente no paladar do paciente, cujo termo médico para se referir a ela é disgeusia e ela também pode persistir por tempo indeterminado até que sua causa seja tratada.

Os pacientes que possuem disgeusia se referem ao gosto ruim na boca como amargo, metálico ou salgado.

Este gosto geralmente pode afetar nos hábitos cotidianos do paciente, como a alimentação, visto que faz com que o paciente sinta gostos estranhos, podendo também sentir outros sintomas que podem variar de acordo com a causa.

paciente com boca amarga

Boca amarga o que pode ser?

Quando nos perguntamos o que pode ser boca amarga, é importante entender que ela não é uma condição por si só, o que significa que ela é um sintoma relacionado a outra condição. Sendo assim, veja quais são as suas principais causas:

1. Uso de alguns medicamentos

Existem alguns medicamentos que após serem absorvidos pelo organismo, liberam substâncias na saliva do paciente, provocando uma alteração no paladar do paciente.

Alguns exemplos de medicamentos que podem causar o surgimento do gosto amargo são alguns antibióticos, remédios para gota, lítio e/ou medicamentos utilizados no tratamento de doenças cardiovasculares.

2. Refluxo gastroesofágico

O refluxo é uma condição caracterizada pelo retorno do ácido estomacal para o esôfago, o que pode causar queimação na garganta, tosse seca, gosto ruim na boca e mau hálito.

3. Doenças hepáticas

Quando o fígado está sendo afetado por alguma complicação e deixa de funcionar corretamente, o corpo passa a acumular grandes quantidades de toxinas, como a amônia, que naturalmente é transformada em outras substâncias pelo fígado.

Este acúmulo de substâncias tóxicas no interior do corpo podem acabar causando uma alteração no paladar, geralmente fazendo com que o paciente sinta um gosto ruim na boca.

4. Má higienização oral

Uma das causas mais comuns de gosto ruim na boca é a má higienização oral ou por passar um longo período de tempo sem escovar os dentes.

Isto se deve ao fato de que existem inúmeras bactérias em nossa flora bucal e quando não escovamos os dentes, essas bactérias se acumulam sobre as estruturas da boca, podendo causar o mau hálito e deixar a boca amarga.

5. Gravidez

Assim como sabemos, a gravidez é um período onde há uma grande alteração hormonal no corpo da mulher o que pode acabar deixando seu paladar mais apurado.

Sendo assim, é comum que, especialmente no primeiro trimestre de gravidez, as pacientes sintam um gosto metálico no interior da boca.

6. Uso de suplementos vitamínicos

Existem alguns suplementos vitamínicos que são utilizados para repor metais do corpo, como ferro e zinco, e por serem responsáveis por repô-los, eles são ricos deste material.

Dessa forma, seu consumo pode acabar fazendo com que surja um gosto metálico na boca, provocando assim a boca amarga.

7. Infecções respiratórias

Algumas infecções das vias aéreas, como resfriados, rinite ou sinusite, podem deixar a boca amarga por conta das substâncias que são produzidas pelas bactérias responsáveis por provocar essa condição.

8. Quimio e radioterapia

Existem alguns medicamentos que são utilizados na quimioterapia e a radiação emitida pela radioterapia podem provocar danos às papilas gustativas do paciente, o que pode acabar provocando alterações no paladar, deixando a boca amarga.

9. Xerostomia

A xerostomia, também conhecida como boca seca, é uma condição caracterizada pela redução do fluxo salivar no interior da boca do paciente, o que contribui para a proliferação de bactérias no interior da boca, podendo levar ao surgimento da boca amarga.

10. Problemas de saúde bucal

Algumas complicações bucais como as cáries, infecções, gengivite e periodontite são causadas pelo acúmulo de bactérias no interior da boca e esse acúmulo pode acabar provocando o surgimento de mau hálito e da boca amarga.

A boca amarga pode ser câncer?

Nas situações em que a condição demora para passar, muitas pessoas acabam se preocupando e se perguntando se a sensação de boca amarga pode ser um sinal de câncer. No entanto, esse sintoma não costuma ter ligação com a doença. 

Sendo assim, é muito raro os casos em que existe de fato uma associação. Geralmente, outras condições são responsáveis por causar o desagrado, como é o caso de cáries, gengivite, gestação, refluxo gastroesofágico, problemas no pulmão, infecções, tabagismo e uso de medicamentos. De todo modo, o melhor caminho a ser seguido é procurar a assistência de um profissional de saúde. 

paciente bebendo água para tirar o gosto amargo da boca

Como tirar o gosto amargo da boca?

A principal indicação para tirar o gosto amargo da boca é realizar a higienização correta da cavidade oral, através de uma boa escovação e do uso correto do fio dental.

Também é muito importante consumir bastante água para manter uma boa hidratação e um fluxo salivar adequado, evitando assim o surgimento da xerostomia.

Além disso, existem algumas maneiras de tirar a boca amarga de forma caseira, como consumir suco de limão, beber chá de gengibre ou bochechar uma solução de vinagre de maçã ou bicarbonato de sódio.

No entanto, se caso mesmo após estes cuidados o gosto amargo da boca permanecer, é recomendado que o paciente procure um profissional para descobrir sua causa e iniciar o tratamento.

Isto se deve ao fato de que a boca amarga é um sintoma que está associado a diversos tipos de complicações, o que faz com que seja importante descobrir sua causa para poder realizar o tratamento adequado para determinada condição.

Como evitar a boca amarga?

Assim como foi visto anteriormente, a boca amarga é um sintoma que pode ser provocado por várias condições distintas, o que faz com que seja difícil prevenir todas elas.

No entanto, para evitar surgimento do gosto ruim na boca o paciente pode realizar alguns cuidados que contribuem para sua prevenção, como:

  • Higienizar bem a cavidade oral através de uma boa escovação, do uso correto do fio dental e da higienização da língua;
  • Consumir bastante líquidos para manter o corpo bem hidratado e o fluxo de saliva regular;
  • Consultar-se regularmente com um dentista para realizar a profilaxia e para que ele possa identificar possíveis problemas de saúde bucal;
  • Consultar-se regularmente com um médico para solucionar possíveis problemas de saúde e tratar as condições que possam estar te prejudicando.

LEIA TAMBÉM: Boca amarga o que pode ser e o que fazer em cada caso!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

As visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *