arcada dentária numeração

Arcada dentaria numeração: veja como ela é numerada!

A arcada dentária consiste no conjunto de dentes que possuímos na boca e para facilitar sua identificação foi necessário desenvolver um sistema de numeração da arcada dentária.

Sendo assim, confira mais a respeito da numeração da arcada dentária no artigo abaixo:

Nomes dos dentes

Na arcada dentária nós possuímos diferentes tipos de dentes onde cada um deles é fundamental para exercer determinada função durante a mastigação.

Sendo assim, confira quais são os nomes dos dentes e suas funções:

  • Dentes incisivos, são os dentes da frente da arcada dentária e possuímos 8 dentes, sendo 4 inferiores e 4 superiores. Eles são divididos em incisivos centrais, os que se encontram mais ao centro, e incisivos laterais, os que ficam após os centrais. Eles possuem a função de cortar os alimentos e estão presentes em ambas arcadas;
  • Dentes caninos, são os dentes que se encontram ao lado dos incisivos laterais e possuímos 4 deles, sendo 2 superiores e 2 inferiores. Eles possuem a função de rasgar os alimentos e estão presentes em ambas arcadas;
  • Dentes pré-molares, são os dentes localizados após os caninos e possuímos 8 deles, sendo 4 superiores e 4 inferiores. Eles possuem a função de triturar os alimentos e estão presentes em ambas as arcadas;
  • Dentes molares, são os dentes localizados após os pré-molares e possuímos 12 deles, sendo 6 superiores e 6 inferiores. Assim como os pré-molares, eles também possuem a função de triturar os alimentos e se encontram presentes apenas na arcada dentária permanente.

Quantos dentes temos na boca?

A quantidade de dentes que possuímos não é a mesma durante toda a vida. Isso se deve ao fato de que possuímos duas arcadas dentárias no decorrer de nossa vida e elas possuem quantidades diferentes de dentes.

Isso se deve ao fato de que o crânio infantil é menor que o crânio adulto, o que faz com que a arcada dentária infantil possua menos dentes que a adulta.

Sendo assim, confira quais são as principais diferenças entre a arcada dentária infantil e a adulta:

Arcada dentária infantil

Assim como dito anteriormente, a arcada dentária infantil possui menos dentes que a arcada dentária permanente por conta da limitação imposta pelo tamanho do crânio da criança.

Essa arcada dentária consiste nos primeiros dentes que possuímos no decorrer da vida e que futuramente serão substituídos pela arcada dentária permanente.

Eles começam a nascer por volta do sexto mês de vida do bebê e geralmente se completam por volta dos 2 anos e meio de idade do paciente.

No entanto, o fato de serem parte de uma arcada dentária provisória não significa que eles são menos importantes ou que devemos tomar menos cuidados com eles.

A arcada dentária infantil é composta por 20 dentes, sendo 8 incisivos, 4 caninos e 8 pré-molares. Além do mais, esses dentes geralmente são menores que os dentes da arcada permanente.

Arcada dentária permanente

A arcada dentária permanente consiste na última dentição que os pacientes possuem que começa a se formar após a queda dos dentes da arcada dentária infantil.

O primeiro dente permanente geralmente surge por volta dos 6 anos de vida e os segundos dentes molares, que são o penúltimo conjunto de dentes permanentes a nascer, surgem por volta dos 12 anos.

Após os segundos molares, restam apenas os terceiros molares, também conhecidos como dentes do siso, que geralmente são extraídos.

Essa arcada dentária é composta por 32 dentes, contando o dente do siso, no entanto, como ele quase sempre é extraído, geralmente os adultos possuem apenas 28 dentes.

Dentre esses 32 dentes, são 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares.

Arcada dentária numeração

Existem diferentes tipos de numeração da arcada dentária sendo elas a nomenclatura FDI, a Universal e o quadrante de Palmer.

Confira mais a respeito de como é realizada cada uma delas:

Arcada dentária numeração FDI

Arcada dentária numeração FDI

A numeração FDI consiste em dividir a arcada dentária em 4 quadrantes, sendo eles superior esquerdo, superior direito, inferior esquerdo e inferior direito.

Eles recebem números de 1 a 4 no sentido horário, sendo o superior direito o número 1, o superior esquerdo o número 2, o inferior esquerdo o número 3 e o inferior direito o número 4.

Já os dentes recebem a numeração de 1 a 8 iniciando-se no incisivo central de um respectivo quadrante.

Sendo assim, os dentes do primeiro quadrante recebem números de 11 a 18, sendo 11 o incisivo central superior e 18 o terceiro molar superior direito.

O mesmo se repete para os outros quadrantes sendo 21 ao 28 para o segundo, 31 ao 38 para o terceiro e 41 ao 48 para o quarto.

Isso serve para os dentes permanentes, mas como os dentes decíduos são numerados seguindo essa numeração?

Os dentes decíduos são parecidos, no entanto, os quadrantes da arcada dentária infantil recebem números de 5 a 8, sendo 5 o quadrante superior direito, 6 o quadrante superior esquerdo, 7 o quadrante inferior esquerdo e 8 o quadrante inferior direito.

A dentição recebe números de 1 a 5, sendo 1 o incisivo central e 5 o segundo pré-molar. Dessa forma, no primeiro quadrante o incisivo central recebe o número 51 e o segundo pré-molar recebe o número 55.

No segundo quadrante fica 61 para o incisivo central e 65 para o segundo pré-molar, no terceiro o incisivo central recebe o número 71 e o segundo pré-molar recebe o número 75 e no quarto o incisivo central recebe o número 81 e o segundo pré-molar recebe o número 85.

Numeração Universal

Numeração Universal

A numeração Universal, também é conhecida como numeração norte-americana, e é muito pouco utilizada pelos dentistas atualmente.

Ela consiste em enumerar todos os dentes de 1 a 32 iniciando-se no quadrante superior direito e finalizando no quadrante inferior direito.

Desta forma, o terceiro molar superior direito recebe o número 1 o segundo molar superior direito o número 2 e assim sucessivamente até o terceiro molar inferior direito que recebe o número 32.

Essa forma de numeração dos dentes é utilizada na arcada dentária permanente, já na decídua, no lugar de números, eles recebem letras.

Logo, na arcada decídua, o segundo pré-molar superior direito recebe a letra A, o primeiro pré-molar superior direito recebe a letra B e assim sucessivamente até o segundo pré-molar inferior direito.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a saúde bucal dos pacientes.

Além disso, através das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista possa ter acesso a todos os procedimentos odontológicos que você já realizou.

Por meio delas também é possível identificar e tratar problemas como a cárie e o tártaro antes que se tornem complicações graves.

Isso só é possível por meio do tratamento precoce, que garante que eles não evoluam ameaçando a saúde de toda a boca.

Por meio delas também é possível realizar tratamentos rotineiros, como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

A profilaxia também garante a possibilidade de realizar a raspagem de tártaro e remoção da placa bacteriana.

Logo, as visitas periódicas também tornam possível o aconselhamento a respeito de bons hábitos de higiene bucal, fazendo assim com que o paciente melhore seus cuidados diários.

Uma visita a clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *