mulher sentindo sintomas de amigdalite viral

Amigdalite viral: quais são seus sintomas e 4 tratamentos!

Sabe aquela dor de garganta chata e insistente que incomoda desde o momento de falar até engolir os alimentos? Esse incômodo pode ser amigdalite viral!

No texto abaixo, vamos entender mais sobre os sintomas, causas, tratamentos e cuidados essenciais para lidar com essa problema tão comum.

Continue a leitura e entenda mais sobre a amigdalite a amigdalite viral, e obtenha informações valiosas sobre como se recuperar deste problema!

O que é a amigdalite?

A amigdalite é um problema comum que afeta e incomoda muitas pessoas. Ela é uma inflamação nas amígdalas, que são duas pequenas massas de tecido que ficam na parte de trás da garganta. 

Essas estruturas fazem parte do sistema imunológico, desempenhando um papel crucial na defesa do corpo contra infecções.

Quando as amígdalas ficam inflamadas, geralmente devido à ação de vírus ou bactérias, e a pessoa com amigdalite pode sentir vários sintomas desconfortáveis. 

Para muitas pessoas, a amigdalite não é só uma questão física, mas também emocional. As dores de garganta recorrentes, dificuldades para comer e beber, e a sensação de mal-estar podem afetar a qualidade de vida. 

A fadiga resultante da febre e do esforço do corpo para combater a infecção também pode levar a sentimentos à frustração e irritação.

Mas além do desconforto físico, a amigdalite pode ser um grande desafio, principalmente para crianças, que geralmente ficam angustiadas com a dor e a sensação de estar doentes. 

A incapacidade de comer normalmente devido à dor de garganta pode causar preocupação nos pais, e os adultos podem ficar sobrecarregados pelas tarefas diárias enquanto lidam com os sintomas.

No mais, podemos ver que a amigdalite é mais do que uma simples inflamação das amígdalas! É uma experiência que envolve não apenas sintomas físicos, mas também impactos emocionais. 

A compreensão, cuidado e tratamento adequado são essenciais para ajudar na recuperação completa e voltar ao seu estado de bem-estar físico e emocional.

O que é a amigdalite viral?

ilustração de amigdalite viral

A amigdalite viral é uma condição que também afeta as amígdalas, e que é resultado de inflamação devido à ação de vírus. 

Ao contrário da amigdalite bacteriana, que é causada por bactérias, a amigdalite viral é provocada por vírus, como o vírus da gripe, o vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose) e o adenovírus.

Quando uma infecção viral chega às amígdalas, os sintomas também podem variar de acordo com o tipo de vírus envolvido e da condição geral de saúde da pessoa afetada. 

Em muitos casos, a amigdalite viral desaparece por conta própria após alguns dias, à medida que o sistema imunológico da pessoa combate a infecção. 

No entanto, em alguns casos mais graves ou persistentes, pode ser necessário o acompanhamento médico para garantir uma recuperação completa e prevenir complicações.

Ficou em dúvida se está com amigdalite viral? Veja abaixo os sintomas.

Quais são os sintomas da amigdalite viral?

A amigdalite viral pode apresentar vários sintomas e eles podem ser bem incômodos. Veja agora alguns dos sintomas da amigdalite viral. 

Lembrando que caso suspeite estar com amigdalite viral, você pode procurar um dentista ou médico de confiança!

  • Dor de garganta;
  • Dificuldade para engolir;
  • Febre baixa;
  • Glândulas inchadas no pescoço;
  • Dor de cabeça;
  • Congestão nasal e tosse;
  • Rouquidão.

A dor de garganta é um dos sintomas mais comuns da amigdalite viral, pode variar de leve a intensa e geralmente é agravada no ato de engolir.

Devido à inflamação das amígdalas, você pode sentir dificuldade e desconforto ao engolir alimentos e líquidos.

Uma febre leve é comum na amigdalite viral. A temperatura corporal pode aumentar ligeiramente, mas geralmente não ultrapassa os 38 graus Celsius.

As glândulas linfáticas do pescoço podem ficar inchadas e sensíveis ao toque pela resposta do sistema imunológico à infecção viral.

Muitas pessoas com amigdalite viral apresentam dores de cabeça, que também podem variar de leve a moderada, e podem estar acompanhadas de febre e fadiga.

Dependendo do tipo de vírus envolvido, a amigdalite viral também pode ser acompanhada de congestão nasal e tosse leve.

Em alguns casos, a inflamação das amígdalas pode causar rouquidão ou alterações na voz.

Não se esqueça que nem todas as pessoas com amigdalite viral apresentam todos os sintomas listados acima, e a gravidade também pode variar de pessoa para pessoa. 

Não deixe de consultar um dentista ou médico para um diagnóstico certeiro.

Amigdalite viral: causas

medico examinando garganta de paciente

Por mais que a amigdalite viral seja causada pela infecção das amígdalas, existem diferentes tipos de vírus que resultam nessa condição. Os vírus mais comuns associados à amigdalite viral são:

Vírus da gripe (Influenza): a gripe é uma das principais causas de amigdalite viral, especialmente durante os surtos sazonais de gripe.

Adenovírus: este vírus é responsável por várias infecções respiratórias, incluindo a amigdalite viral.

Rinovírus: um dos principais causadores do resfriado comum, o rinovírus também pode infectar as amígdalas e causar inflamação.

Vírus da Parainfluenza: este vírus é associado a infecções respiratórias mais graves, como resfriados, sendo capaz também de levar à amigdalite viral.

Todos esses vírus são altamente contagiosos e podem ser transmitidos de pessoa para pessoa pelo contato direto, como tosse, espirros ou ao compartilhar utensílios contaminados. 

Eles também podem ser espalhados por gotículas respiratórias suspensas no ar, que geralmente estão presentes em ambientes fechados e lotados.

Para que as chances de você contrair amigdalite viral aumentem, mantenha o sistema imunológico forte, diminua o estresse, tenha uma rotina de sono adequada (se possível) e se alimente bem!

Leia agora sobre o tempo de duração e como tratar amigdalite!

Quanto tempo dura a amigdalite viral?

A duração da amigdalite viral pode variar de pessoa para pessoa, também depende da gravidade da infecção, do sistema imunológico e do tratamento recebido. 

Mas geralmente, a amigdalite viral pode durar de uma semana a dez dias.

Durante esse tempo, os sintomas podem ser mais intensos nos primeiros dias da infecção e ir diminuir à medida que o corpo combate o vírus e se recupera. 

É importante que você saiba que mesmo após os sintomas desaparecerem, a pessoa ainda pode transmitir o vírus para outras por um tempo.

Para acelerar a recuperação e aliviar os sintomas, siga à risca as recomendações de seu médico. Mantenha o repouso adequado e beba líquidos para não se desidratar. 

Se os sintomas continuarem por mais de duas semanas ou piorarem, é importante buscar orientação médica para avaliação e tratamento adicionais.

Tratamentos para amigdalite viral

mulher tomando chá para melhorar amigdalite

O tratamento para amigdalite viral se concentra em aliviar os sintomas e melhorar a resistência do sistema imunológico durante a recuperação.

Ainda não existem medicamentos para combater os vírus responsáveis pela infecção. Além do descanso e ingestão de líquidos, veja algumas medidas comuns de tratamento para a amigdalite viral!

  1. Analgésicos e antitérmicos: os medicamentos de venda livre, como paracetamol e ibuprofeno, podem ser usados para aliviar a dor de garganta, reduzir a febre e diminuir a inflamação.
  2. Gargarejos com água morna e sal: gargarejar água morna e sal pode te ajudar no alívio da dor de garganta e reduzir a inflamação das amígdalas.Dissolva meia colher de chá de sal em um copo de água morna e gargareje várias vezes ao dia.
  3. Umidade do ar: mantenha o ambiente úmido, isso pode ajudar a aliviar a irritação da garganta e as vias respiratórias.Se possível, use um umidificador ou até mesmo coloque uma tigela com água perto do local de descanso.
  4. Evitar irritantes: evite fumar e ficar exposto à fumaça, poluentes ou outros irritantes ambientais, isso pode ajudar a reduzir a irritação das vias respiratórias e agravar os sintomas.

Lembre-se que por mais que essas medidas possam ajudar a aliviar os sintomas da amigdalite viral, o acompanhamento médico é essencial para garantir uma recuperação adequada e prevenir complicações. 

Se os sintomas persistirem ou piorarem é importante buscar orientação médica imediatamente.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal e prevenir problemas, como o dente inflamado e outros.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *