Zoom em mulher mostrando sua afta na gengiva

Afta na Gengiva: causas, sintomas e tratamentos

As aftas na gengiva são pequenas úlceras dolorosas que podem surgir na boca, causando desconforto significativo. 

Embora geralmente não sejam graves, podem interferir na alimentação, na fala e na higiene bucal. 

Entender as causas, os sintomas e os tratamentos para aftas na gengiva é essencial para lidar com esse problema de forma eficaz:

O que é Afta na Gengiva?

Afta na gengiva, também conhecida como úlcera aftosa ou estomatite aftosa, é uma pequena lesão superficial que ocorre na mucosa da boca, incluindo a gengiva. 

Essas lesões são caracterizadas por serem dolorosas e podem causar desconforto significativo, especialmente durante a alimentação, a fala e a higiene bucal. 

As aftas são geralmente redondas ou ovais, com bordas avermelhadas e um centro amarelado ou esbranquiçado.

Causas das aftas na gengiva

As aftas na gengiva, também conhecidas como úlceras aftosas ou estomatite aftosa, são pequenas lesões dolorosas que aparecem na mucosa oral. 

Embora a causa exata das aftas não seja completamente compreendida, vários fatores podem contribuir para o seu aparecimento. Abaixo estão algumas das principais causas das aftas na gengiva:

1. Trauma bucal

Traumas físicos na boca são uma das causas mais comuns de aftas na gengiva. Esses traumas podem ocorrer de várias formas, como:

  • Mordidas acidentais na gengiva.
  • Uso de aparelhos ortodônticos ou próteses mal ajustadas.
  • Escovação agressiva dos dentes ou uso de fio dental de maneira inadequada.

2. Estresse e ansiedade

O estresse emocional e a ansiedade são conhecidos por enfraquecerem o sistema imunológico, o que pode aumentar a susceptibilidade a aftas. Situações de alta tensão e estresse podem desencadear o surgimento dessas lesões.

3. Deficiências nutricionais

A falta de certos nutrientes essenciais pode contribuir para o aparecimento de aftas. As deficiências mais comumente associadas incluem:

  • Ferro.
  • Ácido fólico.
  • Vitaminas do complexo B (como a vitamina B12).

4. Alterações hormonais

As mudanças hormonais, especialmente em mulheres, podem estar ligadas ao surgimento de aftas. Períodos como o ciclo menstrual, a gravidez e a menopausa podem influenciar na frequência e gravidade das aftas.

5. Reações alérgicas e sensibilidades

Algumas pessoas podem desenvolver aftas em resposta a certos alimentos ou ingredientes em produtos de higiene bucal. Reações alérgicas ou sensibilidades comuns incluem:

  • Alimentos ácidos ou picantes.
  • Conservantes e aditivos alimentares.
  • Ingredientes de produtos bucais, como lauril sulfato de sódio.

6. Doenças sistêmicas

Certas condições médicas e doenças sistêmicas podem estar associadas ao aparecimento frequente de aftas, como:

  • Doenças autoimunes (por exemplo, lúpus, doença de Behçet).
  • Doenças gastrointestinais (como a doença celíaca e a doença de Crohn).
  • Síndrome de imunodeficiência.

7. Fatores genéticos

A predisposição genética também pode desempenhar um papel no desenvolvimento de aftas. Pessoas com histórico familiar de aftas têm maior probabilidade de desenvolvê-las.

8. Infecções virais

Infecções virais, como aquelas causadas pelo vírus herpes simplex, podem causar úlceras semelhantes a aftas na gengiva e outras partes da boca.

As aftas na gengiva podem ser causadas por uma combinação de fatores, desde traumas físicos e deficiências nutricionais até estresse e condições médicas subjacentes. Identificar a causa subjacente é crucial para um tratamento eficaz e para prevenir recorrências. 

Se você sofre de aftas frequentes ou severas, é importante consultar um dentista ou médico para uma avaliação completa e orientação sobre o melhor tratamento. Manter uma boa higiene bucal e um estilo de vida saudável pode ajudar a reduzir a frequência e a gravidade das aftas.

Sintomas das Aftas na Gengiva

As aftas na gengiva são lesões dolorosas e irritantes que podem afetar a mucosa bucal, causando desconforto significativo. Identificar os sintomas das aftas é crucial para um diagnóstico correto e para iniciar o tratamento adequado. Aqui estão os principais sintomas das aftas na gengiva:

Dor e sensibilidade

  • Dor intensa: a dor é um dos sintomas mais notáveis das aftas. A intensidade pode variar de leve a severa, dependendo do tamanho e localização da afta.
  • Sensibilidade: a área ao redor da afta geralmente fica sensível ao toque, tornando atividades como comer, beber e escovar os dentes desconfortáveis.

Úlceras visíveis

  • Lesões redondas ou ovais: as aftas geralmente aparecem como pequenas úlceras arredondadas ou ovais na gengiva.
  • Centro esbranquiçado ou amarelado: as úlceras têm um centro esbranquiçado ou amarelado, que pode ser coberto por uma camada de fibrina (uma proteína envolvida na coagulação do sangue).
  • Bordas vermelhas: as bordas da afta são avermelhadas devido à inflamação da mucosa ao redor da lesão.

Inflamação e inchaço

  • Gengiva inflamada: a área ao redor da afta pode ficar inflamada e inchada, contribuindo para o desconforto e dor.
  • Inchaço localizado: o inchaço pode ser mais pronunciado dependendo da localização da afta e da resposta inflamatória do corpo.

Ardência e irritação

  • Sensação de ardência: antes da afta aparecer, pode haver uma sensação de ardência ou formigamento na área afetada.
  • Irritação constante: a presença da afta causa uma irritação constante, exacerbada por certos alimentos e bebidas, especialmente os ácidos, picantes ou salgados.

Dificuldade para comer e falar

  • Dificuldade para mastigar: mastigar alimentos pode ser doloroso, especialmente se a afta estiver localizada em uma área frequentemente usada durante a mastigação.
  • Problemas de fala: dependendo da localização da afta, falar também pode ser desconfortável e doloroso.

Cicatrização lenta

  • Tempo de recuperação: as aftas geralmente demoram de uma a duas semanas para cicatrizar completamente. Durante este período, a dor pode diminuir gradualmente.
  • Possibilidade de recorrência: algumas pessoas podem experimentar aftas recorrentes, o que pode ser um sinal de uma condição subjacente que precisa de atenção médica.

Zoom em mulher mostrando sua gengiva antes e depois do tratamento de afta

O que é bom para afta na gengiva?

As aftas na gengiva são lesões dolorosas que podem causar grande desconforto, especialmente durante a alimentação, a fala e a higiene bucal. Embora geralmente cicatrizem sozinhas dentro de uma a duas semanas, existem várias opções de tratamento que podem ajudar a aliviar a dor e acelerar a recuperação. A seguir, estão alguns dos tratamentos mais eficazes para aftas na gengiva:

Higiene bucal cuidadosa

Manter uma boa higiene bucal é essencial para prevenir infecções secundárias e acelerar a cicatrização das aftas. Algumas recomendações incluem:

Escovação suave: utilize uma escova de dentes com cerdas macias para evitar irritar ainda mais a afta.

Fio dental com cuidado: use o fio dental cuidadosamente para manter a área limpa, sem causar traumas adicionais.

Enxaguantes bucais

Os enxaguantes bucais podem ajudar a limpar a boca, reduzir a inflamação e prevenir infecções. Opções eficazes incluem:

Enxaguante salino: dissolver meia colher de chá de sal em um copo de água morna e fazer bochechos várias vezes ao dia.

Enxaguantes antissépticos: produtos à base de clorexidina podem ajudar a reduzir a carga bacteriana na boca.

Anestésicos tópicos

Géis ou pomadas anestésicas podem ser aplicados diretamente na afta para aliviar a dor. Exemplos incluem:

Benzocaína: um anestésico tópico comum que pode ser encontrado em farmácias.

Lidocaína: outra opção que proporciona alívio temporário da dor.

Medicamentos de prescrição

Em casos mais graves ou persistentes, um dentista pode prescrever medicamentos para afta, que são específicos para tratar essas úlceras:

Corticosteroides tópicos: pomadas ou géis à base de corticosteroides podem ajudar a reduzir a inflamação e acelerar a cicatrização.

Corticosteroides orais: em casos severos, medicamentos orais podem ser prescritos para controlar a inflamação.

Alimentos macios e frios

Escolher alimentos que não irritem a afta pode ajudar a minimizar o desconforto:

Alimentos macios: prefira alimentos como iogurte, purê de batatas e sopas mornas.

Alimentos Frios: sorvetes e gelatinas podem proporcionar alívio temporário da dor.

Suplementos nutricionais

Se as aftas forem causadas por deficiências nutricionais, a suplementação pode ser necessária:

Vitaminas e minerais: suplementos de vitaminas do complexo B, ferro e ácido fólico podem ser recomendados.

Remédios naturais

Alguns remédios naturais podem ajudar a aliviar os sintomas e acelerar a cicatrização das aftas:

Mel: aplicar uma pequena quantidade de mel diretamente na afta pode ajudar a reduzir a dor e promover a cicatrização.

Aloe vera: o gel de aloe vera pode ser aplicado na afta para aliviar a inflamação e a dor.

Evitar alimentos irritantes

Certos alimentos podem agravar as aftas e devem ser evitados durante o período de cicatrização:

Alimentos ácidos: frutas cítricas, tomates e vinagre.

Alimentos picantes: pimentas e condimentos fortes.

Alimentos salgados: salgadinhos e outros alimentos com alto teor de sal.

Prevenção das Aftas na Gengiva

Algumas dicas para prevenir o surgimento de aftas na gengiva incluem:

Manter uma dieta balanceada: consuma alimentos ricos em vitaminas e minerais essenciais.

Evitar traumas bucais: tenha cuidado ao mastigar e use equipamentos bucais adequados.

Reduzir o estresse: pratique técnicas de gerenciamento do estresse, como meditação e exercícios físicos.

Evitar alimentos irritantes: limite a ingestão de alimentos que desencadeiam aftas, como frutas cítricas e alimentos picantes.

As aftas na gengiva, embora comuns e geralmente benignas, podem causar desconforto significativo. Entender suas causas, sintomas e opções de tratamento é essencial para gerenciar e prevenir esse problema. 

Se as aftas forem frequentes ou muito dolorosas, é importante consultar um dentista para uma avaliação mais detalhada e orientação adequada. 

Manter uma boa higiene bucal e um estilo de vida saudável pode ajudar a reduzir a ocorrência de aftas e promover uma melhor saúde bucal.

LEIA TAMBÉM: Afta no céu da boca: descubra 5 formas de tratamento!

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares garantem ao paciente a oportunidade de realizar consultas odontológicas e oferecem ao profissional a possibilidade de acompanhar a sua saúde bucal, prevenir e tratar problemas bucais.

Além disso, por meio das visitas regulares é possível estabelecer um histórico odontológico, o que garante que o dentista tenha acesso aos procedimentos odontológicos já realizados e a possíveis tratamentos para garantir a sua saúde bucal.

A visita a uma clínica odontológica OralDents não visa só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *